Resenhas

seixlacK – Seu Lugar é o Cemitério

Música eletrônica independente toma novos rumos no país e o trabalho deste mineiro prova tal constatação

 3,328 total views

Ano: 2014
Selo: 40% Foda/Maneirissimo
# Faixas: 3
Estilos: Eletrônico Experimental, Electro House
Duração: 14:39
Nota: 4.0
Produção: Seixlack

O curto, porém interessante EP, de seixlacK , afirma que a música eletrônica atual brasileira passa por um ótimo momento e não deve nada à cena internacional. Antes forte, principalmente no Sul do País em clubes que se preocupam em trazer nomes de peso de fora e a divulgar o House Mainstream, atualmente podemos perceber um movimento oposto e independente surgindo de outros centros.

Lançado pelo ótimo selo carioca de House e Techno, 40% Foda/Maneirissimo, Seu Lugar é o Cemitério é um jogo de texturas sobrepostas com rápidos BPMs. Divido em três partes, o trabalho aborda o urbanismo de uma música eletrõnica mais pesada e densa na faixa título. Nela sentimos uma desconfiguração dos usuais elementos do gênero ao colocar em primeiro plano uma batida composta pelo industrialismo. Fábricas e o processo de produção ecoam na mente enquanto pequenos excertos são introduzidos cuidadosamente.

Logo em seguida, Bart, desponta como um verdaeiro expressionismo inspirado ou não, pois não sabemos a origem do músico, em Four Tet. Os trabalhos mais recentes do músico que se aproximam mais da Dance Underground, daquelas que você se imagina entrando em um porão que na verdade é um clube, são percebidas aqui. Asfixiante e rápida, a música pode assustar aqueles que não estã acostumados a batida constante vibrando no seu ouvido, e apesar de boa, carece de uma transição que possa levá-la além.

O momento chave e auge do trabalho fica para gigantesca, Tele-Sexo. Em oito minutos ficamos hipnotizados com o sintetizador constante e a excelente bateria eletrônica. Aqui, no entanto, vamos sentido aos poucos o acréscimo de elementos que contam uma história crescente. Cordas, teclados e um baixo bem colocado vão cativando o ouvinte. A produção, excelente por sinal, é de níveis que devem ser cada vez mais vistos em terras nacionais, fugindo um pouco das grandiosas produções de House e Drum ‘N’ Bass que levaram o país ao estrelato. O experimentalismo visto aqui deve servir de lição a futuros empreiteiros, e nos deixa curioso para o que pode surgir desta nova cena e de artistas como seixlacK e seu selo, 100% foda.

 3,329 total views

Autor:

Economista musical, viciado em games, filmes, astrofísica e arte em geral.