Resenhas

Shabazz Palaces – Quazarz: Born on a Gangster Star

Duo de Seattle continua advogando por um modo livre de pensar a música

1,084 total views, no views today

Ano: 2017
Selo: Sub Pop
# Faixas: 11
Estilos: Hip Hop Alternativo
Duração: 35
Nota: 3.5
Produção: Shabazz Palaces, Erik Blood

Continuando a linha esotérica de pensamento iniciada em Black Up (2011) o duo de Seattle Shabazz Palaces, formado por Ishmael Butler e Tendai Maraire, prossegue dando espaço a abordagens menos convencionais do Hip Hop. Quazarz: Born on a Gangster Star é o novo exemplar do grupo, no qual a ideia de expandir a mente, derrubar muros conceituais e aproximar-se da arte com uma visão holística de mundo pulsa com vitalidade. Elaborado a partir de algumas faixas bônus de Quazars Vs. The Jealous Machines, o trabalho rapidamente evoluiu e se tornou um álbum completo, que fala por si só.

O universo a que o álbum pertence é mais ou menos uma versão atualizada daquela ficção-científica que ganhou força no pós-guerra do século 20, e segue no espírito de muitos outros trabalhos contemporâneos que imaginam termos chegado ao fim do mundo. Faz sentido, pois Shabazz Palaces faz parte do coletivo Black Constellation e, apesar de pertencer ao selo Sub Pop, alinha-se aos representados do BrainfeederFlying Lotus, Kamasi Washington e Thundercat -, gente que advoga por uma estética meio mística, meio Afro Punk, que herda a música negra norte americana e a transmuta como parte deste universo alternativo.

A urgência com que o trabalho foi criado é justificada por essa visão que a dupla tem do artista enquanto uma entidade canaliza a criação como uma mensagem vinda de uma força maior. O resultado é uma mistura de Death Grips com TV On The Radio com Afrika Bambaataa, ou seja, Hip Hop alternativo, social e politicamente consciente, que une uma abordagem caótica, pretensamente livre de quaisquer amarras, a um forte senso Indie do que significa ser cool nos dias de hoje.

É sempre refrescante ouvir Shabazz Palaces e reconhecer no duo um grito de liberdade e identidade. A história não é diferente com Quazarz: Born on a Gangster Star, que propõe uma música livre e que caminha sem medo por caminhos pouco improváveis da mente.

(Quazarz: Born on a Gangster Star em uma música: Moon Whip Quäz)

1,085 total views, 1 views today

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.