Resenhas

Some Community – underconstruction

Ainda em construção, a sonoridade dos paulistanos parece estar mais orgânica e fluída que no EP anterior, a banda traz neste trabalho uma grande influência dos anos 80, principalmente Electro-Pop e Post-Punk

 1,735 total views

Ano: 2012
Selo: Independente
# Faixas: 5
Estilos: Indie Rock, Indie Pop, Post-Punk
Duração: 19:55
Nota: 3.5
Produção: Some Community, Mancha

Dois anos se passaram desde o lançamento do primeiro trabalho do Some Community, RinoRino, um EP que mostrava um trabalho cru e ruidoso, com uma pegada mais roqueira com uma grande tendência pro Power Pop. Em underconstruction a banda consegue trazer outras influências e dar uma polida em seu som.

As cinco músicas deste EP corrigem os erros de seu primeiro trabalho, os espaços que existiam nele foram agora fechados, deixando este um trabalho mais fluído. Com fortes influências oitentistas, a banda consegue trazer em alguns momentos um Electropop e em outros o Post-Punk como linha central de sua música.

73 tem melodia e batida que rementem aos anos 80, começando ao som dos teclados com uma bateria pulsante que lembram muito o Post-Punk e que culmina em um Electro-Pop dançante e cheio de energia. Fine Hour tem um andamento fragmentado com arranjo delicado criado pelo teclado com tom emocional bem forte e faz uma perfeita conexão com At Her Light, que tem uma melodia pop agradável e um ritmo acelerado, sendo o grande destaque do EP.

Tango’s Derby volta com as guitarras barulhentas de primeiro EP da banda, mas não na mesma proporção, aparecendo mais calmas e discretas, complementando o som ao invés de serem a única coisa que aparece. Além disso, a canção segue um rumo inesperado flertando com a música de cabaré. Head and Tail continua na linha suave apresentada em At her Light, dialogando com essa nova proposta Pop e fecha muito bem o EP, sem exageros e extravagâncias.

É visível a melhora dos paulistanos nesses dois anos, com um som mais orgânico com as novas influências. underconstruction é um ótimo nome para este EP por mostrar que o som da banda ainda está em construção, ao criar aos poucos uma sonoridade própria e se achando musicalmente.

 1,736 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Wannabe Jalva, Holger, Beach House

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts