Resenhas

Split Single – Fragmented World

Jason Narducy assume a liderança de seu próprio projeto

 1,546 total views

Ano: 2014
Selo: Inside Outside Records
# Faixas: 10
Estilos: Power Pop, Rock Alternativo, Indie
Duração: 29:58
Nota: 3.0
Produção: Jason Narducy, Ken Sluiter

Não é sempre que temos notícia de um projeto paralelo que tem tantas chances de se tornar o carro chefe de seus integrantes. Quando li pela primeira vez sobre Split Single, me lembrei imediatamente do artigo sobre “Spin Offs” que escrevi há algum tempo aqui para o Monkeybuzz, um nome carinhoso que encontramos para bandas nos quais integrantes que ocupam cargos coadjuvantes em outros grupos passam a ser os protagonistas da vez.

Split Single é exatamente isso, e suas pretensões não são tão veladas assim, afinal, o grupo traz em seu título um jogo de palavras que indica projetos se dividindo para formar outros. Ao mesmo tempo, é o nome de um motor inventado na virada século, mais eficiente que seus anteriores.

Para sua estreia com o álbum Fragmented World, Split Single conta com nomes incríveis em seu elenco. Como compositor, guitarrista e vocalista temos Jason Narducy, outrora baixista de Bob Mould e Superchunk. No baixo, temos Britt Daniel, líder e fundador de bandas como Spoon e Divine Fits. Encerrando o power trio, o último integrante é Jon Wurster, também baterista de Superchunk e The Mountain Goats.

Pois bem, dadas todas as referências do universo de seus integrantes, a sonoridade de Split Single não poderia distanciar-se tanto disso. O trio liderado por Narducy faz um Power Pop muito bem produzido, que lembra ao mesmo tempo tanto suas raízes Hardcore vindas de Husker Dü quanto as melodias de um Indie que tem origem nos refrões adocicados do Rock Alternativo de R.E.M.

Não é difícil de identificar a influência que a música de Narducy sempre teve sobre outros projetos de maior projeção comercial, como Foo Fighters por exemplo. Aliás, a estratégia de divulgar o trabalho da banda com vídeos cômicos lembra muito o desta última (é claro, contar com um baterista que também é roteirista de programas de comédia deve ajudar). Esta tem sido uma estratégia recorrente de vários grupos, como o próprio Bob Mould, que satiriza a indústri fonográfica no primeiro clipe de seu novo trabalho, além do canadense Kevin Drew, que está vendendo sua própria pomada para divulgar o álbum novo. Para Fragmented World, foi lançado um breve documentário com depoimentos sobre os cotovelos de Narducy (sim, isso mesmo que você leu), veja abaixo:

Apostando no amparo dos nomes de peso do círculo do qual faz parte, Split Single não traz grandes inovações sonoras, mas vai aquecer o coração dos ansiosos por um material que se confunde com a sonoridade do Rock Alternativo noventista. Além disso, Narducy, apesar da estreia recente de Split Single, não é necessariamente um novato e mostra com seu trabalho bem sucedido que conhece as fórmulas de um álbum interessante.

 1,547 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Bob Mould, Spoon, Superchunk
ARTISTA: Split Single

Autor:

é músico e escreve sobre arte