Resenhas

Stars – No One Is Lost

Álbum soa divertido, mas peca em falta de originalidade

 1,610 total views

Ano: 2014
Selo: Soft Revolution/ATO
# Faixas: 11
Estilos: Synthpop, Indie Pop, Pop Eletrônico
Duração: 48:42
Nota: 2.5
Produção: Stars, Liam O’Neil

Diversão é a tônica do novo trabalho do grupo canadense Stars, intitulado No One is Lost. Batidas eletrônicas e guitarras com delay preenchidas pelas camadas aveluladas de sintetizador evidenciam a sua intenção: cativar rapidamente e fazer dançar. Com uma pitada de Synthpop de Foster The People e uma pouco da despretensão Indie “jovem adulta” de Alvvays, o novo álbum poupa maiores delongas e vai direto ao ponto: quer envolver a atenção do ouvinte.

Os meios para estes fins podem ser duvidosos: melodias previsíveis e batidas grudentas servem ao melhor deste propósito, mas não ajudam muito quando o assunto é a audição repetida ou um envolvimento maior do ouvinte com o álbum. De qualquer modo, profundidade e envolvimento emocional intenso não precisam ser necessariamente pré-requisitos para se aproveitar uma música. Vale aqui sua intenção: um pouco de diversão – que também não soa nada exagerada e parece suficientemente legítima em Stars – pode fazer muito bem.

Não tão soberbo ou grandioso quanto alguns de seus conterrâneos (como Arcade Fire, por exemplo), todavia suficientemente jovem e sincero, No One Is Lost mescla seu Indie de guitarras ao Synth Pop contemporâneo enquanto evoca a Música Eletrônica dançante de algumas décadas passadas. É possível perceber que Stars sente a preocupação típica da vida aos 20 e poucos anos sem uma grande problematização, mas que a sente, todavia (por isso, pitadas da melancolia nostálgica de Depeche Mode também dão as caras na tristeza dançante que parece vir do final dos anos oitenta).

Por nascer em meio a um mar de exemplos similares e não exigir muito de seus temas e de sua sonoridade, Stars infelizmente peca em falta de originalidade, mas se sobressai na leveza de como encara a vida.

 1,611 total views,  1 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Alvvays, Kindness, Foster the People
ARTISTA: Stars

Autor:

é músico e escreve sobre arte