Resenhas

Tems – If Orange Was a Place

Com voz marcante, artista nigeriana coloca suas raízes em conexão com diferentes sons contemporâneos em segundo EP

 236 total views

Ano: 2021
Selo: Since ‘93/RCA Records
# Faixas: 5
Estilos: R&B, Indie R&B
Duração: 18'
Produção: GuilyBeatz

Ouvir o que a nigeriana Tems apresenta no EP If Orange Was a Place remete a um fenômeno global que, de tão debaixo dos nossos narizes, periga não darmos o devido reconhecimento: O da música contemporânea que se conecta a sons do mundo inteiro sem perder, em momento algum, a conexão com sua terra, com o que herdou culturalmente.

É o mesmo que ouvimos em tantos ótimos músicos do cenário contemporâneo brasileiro, como Duda Beat, Jaloo ou Marina Sena, por exemplo, mas geograficamente alocado para o oeste africano. Ou seja, são artistas que conseguem se comunicar com uma produção global deste momento ao mesmo tempo em que estão enraizados em suas culturas.

Mais interessante ainda é notar como Tems trabalha a influência local dentro do Afro-Pop, uma espécie de “tradição recente” deste milênio que une e atualiza os sons africanos com aqueles produzidos pela diáspora daquele continente, principalmente no Reino Unido. Isso quer dizer que a artista traz para o cenário contemporâneo global a herança de um som que já é, em si, contemporâneo.

A audição do disco, então, revela cinco faixas bastante arrojadas, com um frescor delicioso de um som que viaja com fluidez tanto por suas referências, quanto em nossos corpos. Há espaço para uma dancinha discreta em “Crazy Things” e em “Replay”, e também faixas com uma vibe mais densa, para ouvir se deixando envolver (“Found”, com Brent Faiyaz, e “Avoid Things”) e a deliciosa “Vibe Out” na intersecção dessas duas características para finalizar.

Dos ritmos às repetições do vocal, passando obrigatoriamente pela própria maneira com que Tems usa sua voz, If Orange Was a Place evoca elementos africanos que mesmo o ouvinte menos versado na arte daquele continente reconhecerá como de lá. Já quem escutar o EP familiarizado com a produção de hoje em dia logo se sentirá em casa com o tratamento que a artista dá às suas composições.

(If Orange Was a Place em uma faixa: “Vibe Out”)

 237 total views

ARTISTA: Tems

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.