Resenhas

The Black Angels – Clear Lake Forest

Grupo permanece nublado por tantos bons exemplos vindos do novo cenário Psicodélico

 1,708 total views

Ano: 2014
Selo: Blue Horizon
# Faixas: 7
Estilos: Rock Psicodélico, Neo Psicodélico, Psicodelia
Duração: 27:29
Nota: 2.5

Algo me diz que, apesar da nova safra de bandas psicodélicas, que pululam vindas de um cenário bastante fértil (veja aqui em nosso artigo alguns exemplos de álbuns que você ainda não ouviu só neste ano), The Black Angels traz algo de diferente em sua gênese. Com um histórico que remete ao início do movimento Novo Psicódelico, vindo do início dos anos 2000 – e que teve seu auge em nomes como MGMT, Of Montreal, Animal Collective e Tame Impala -, The Black Angels tem já dez anos de idade e em sua jornada sempre transitou num tipo muito específico de sonoridade.

O destaque, por assim dizer, de The Black Angels está (talvez exclusivamente) no esmero pela construção de seus timbres e pelo resgate exato do clima de algumas bandas que datam em torno da década de 70. Por isso, a semelhança tão grande das intenções do vocalista Alex Mass com Jefferson Airplane, a atmosfera obnubilada de The Doors, ou as linhas guitarras da primera fase de Pink Floyd e o mesmo aspecto das apresentações ao vivo de The Velvet Underground (o nome do grupo, aliás, vem de uma canção desse último), faz parecer que o grupo está mais preocupado com o resgate histórico de equipamentos e técnicas do que com a própria canção em si.

Infelizmente, seu mais recente lançamento, de sete faixas, Clear Lake Forest não consegue superar o aspecto de quase paródia. Contudo, mirando apenas nos grandes bons exemplos, chega a ser impressionante a qualidade sonora do grupo o que, naturalmente, se reflete em suas apresentações ao vivo. Neste caso, talvez o revival Psicodélico pelo qual estejamos passando, por conta dos tantos bons exemplos que tem vindo à tona, tenha justamente nublado o talento de The Black Angels.

 1,709 total views

Autor:

é músico e escreve sobre arte