Resenhas

The Ice Choir – Afar

Kurt Feldman nos mostra novamente seu potencial, dessa vez em doces músicas New Wave/Synthpop

1,375 total views, 1 views today

Ano: 2012
Selo: Underwater Peoples
# Faixas: 9
Estilos: New Wave, Synthpop, Shoegaze
Duração: 36:10
Nota: 3.5
Produção: Kurt Feldman, Jorge Elbrecht

Saindo do som que faz no The Pains of Being Pure at Heart e fazia no The Depreciation Guild, Kurt Feldman agora aposta numa sonoridade bem doce e Pop no seu novo projeto, Ice Choir. O multi-instrumentista já vinha trabalhando no disco há pouco mais de um ano, e agora este chega para nós com o nome de Afar.

O álbum pode ser dado como um “easy listening” devido a sua melodia agradável e envolvente. Muito baseada no New Wave e no Pop de final dos anos 80/começo dos 90, o Ice Choir nos traz músicas com presença de baterias eletrônicas, sintetizadores e um vocal bem sublime de Feldman.

O disco como um todo nos remete à trilha-sonora de filmes românticos melosos dos anos 80 e, devido a essa grande carga de doçura musical, pode afastar ouvintes. Uma pena, pois o disco, apesar dessa característica, apresenta músicas muito boas, com lirismo e beleza.

Afar é o típico álbum para se dar o play e relaxar com sua sublime sonoridade. As nove faixas apresentam um som homogêneo, mas sem tornar-se maçante e repetitivo, gerando um corpo único, carregado de subjetividade e leveza. Um disco para se ouvir deitado em sua cama e se pensar na vida.

Seja com guitarras distorcidas no TPOBAH ou com os sons de 8-bit/Chiptune no The Depreciation Guild, Feldman nos revela agora que também sabe fazer um bonito New Wave/Synthpop, mostrando mais uma vez sua qualidade com os instrumentos e também como produtor. Dessa maneira, o Ice Choir entra para a lista de bons projetos de Kurt Feldman com o doce e belo Afar como responsável por isso.

1,376 total views, 2 views today

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).