Resenhas

The Lighthouse and The Whaler – This Is An Adventure

Com melhor produção e instrumentação, o segundo disco da banda se apresenta mais maduro, mas também mais exagerado que seu antecessor

 2,400 total views

Ano: 2012
Selo: Independente
# Faixas: 10
Estilos: Indie Folk, Indie Pop
Duração: 38:03
Nota: 3.0

Os três anos que separam seu disco de estreia e este novo trabalho, This Is An Adventure, se mostram um período de crescimento para a The Lighthouse and The Whaler. Para este novo álbum, a banda investe em uma instrumentação mais rica e em arranjos mais sofisticados que os que se viam em sua estreia.

As canções da dupla criativa Michael LoPresti e Aaron Smith continuam leves e ensolaradas e agora ganham um potencial Pop ainda maior com esses novos elementos que foram agregados, mas que ao mesmo tempo parecem criar uma animação “forçada” demais – mesmo que coesas, as dez faixas que compõe este álbum parecem se esforçar demais para agradar os novos ouvintes.

Essa sensação vem desde a abertura com o single Pioneers que ao mesmo tempo em que apresenta os novos elementos, como xilofone, instrumentos de cordas e sintetizador, começa também a mostrar a animação “programada” deste trabalho. A faixa seguinte, Chromatics, segue essa mesma linha e a partir daí você já consegue dizer se gostou ou não do disco. Não que todas as músicas sejam iguais a partir daqui, mas elas vão manter essa vibe upbeat e festiva com toques do Folk e Pop até o fim do álbum.

Venice, o grande hit single chiclete, claramente se destaca nesse pacote. Em um disco no qual todas as músicas parecem pisar no acelerador, ela diminui o ritmo e aposta em alguns elementos mais básicos. Com uma percussão forte e um vocal marcante, a canção cresce por um por desses novos elementos: o violino – que nesta faixa se encaixou muito bem e de uma forma orgânica, bem diferente do que se vê no restante do trabalho.

Faixas dançantes, como This Is an Adventure e Untitled, talvez fizessem mais sentido fora do contexto deste álbum. Se lançadas como singles ou até mesmo na forma de um EP, se tornariam menos cansativas e talvez mais convincentes.

É visível a melhora na produção e instrumentação, mas ainda assim as canções parecem não convencer. This Is An Adventure não é ruim e, a uma primeira audição, todas as músicas são muito animadas e cheias de energia, mas poucas delas são memoráveis e o aspecto forçado do disco incomoda depois de algumas vezes que se ouve o álbum.

 2,401 total views

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts