Resenhas

The Tallest Man on Earth – Dark Bird Is Home

Álbum com potencial de ícone Folk de 2015 relembra o dinamismo que o gênero possui

 2,574 total views

Ano: 2015
Selo: Dead Oceans
# Faixas: 10
Estilos: Folk, Dream Folk, Indie Folk
Duração: 42'
Nota: 4.0
Produção: Kristian Matsson

The Tallest Man on Earth virou mais do que um projeto de música Folk do sueco Kristian Matsson: É uma verdadeira referência do que o gênero se tornou em nossa época. E Dark Bird Is Home vem para confirmar de vez por todas tanto seu talento em criar grandes obras, quanto nos relembrar o espírito livre e criativo que sopra o estilo para muito além dos violões.

Sua estética continua aquela crua e rasgada, com alma Lo-fi e sensibilidade à flor da pele – o que fica claro desde a abertura com Fields of Our Home, na qual a dupla voz e violão é acompanhada por timbres de ambientação que criam uma atmosfera ainda mais nostálgica para sua música, sempre com discrição, apesar do final etéreo de Dream Folk.

Ela parece uma grande introdução para Darkness of the Dream, faixa que consegue se equilibrar entre a melancolia desgastada e o ânimo quase irônico (aquela sensibilidade tão humana que só os músicos Folk parecem ter). Essa música dá o tom de praticamente todo o disco; Quando você terminar a audição, é desse clima que se lembrará.

Timothy e Singers são alguns dos pontos mais altos da obra. A primeira vem alinhada ao que o Indie Folk tem produzido ultimamente, com violão cheio de energia e refrão cheio de vogais, enquanto a segunda chega para satisfazer a sede de mais músicas como Karlsson costumava fazer antes, em uma simplicidade rústica maior.

Dark Bird Is Home é um daqueles álbuns que devem marcar muito algumas pessoas, já que permite grande envolvimento do ouvinte ao caminhar ao seu lado por diferentes paisagens e emoções. Mais que isso, tem cara de ser uma daquelas obras que, se não agora, serão apontadas no futuro como um ícone para a produção Folk deste meio de década.

 2,575 total views

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.