Resenhas

Thee Oh Sees – Singles Collection Volume Three

Mais uma coletânea de lados-B da banda deve agradar aos fãs, mas não é um bom ponto de partida para quem não conhece o trabalho do grupo

 2,909 total views

Ano: 2013
Selo: Castle Face Records
# Faixas: 10
Estilos: Garage, Rock Psicodélico, Punk rock
Duração: 35:33
Nota: 3.0
Itunes: http://clk.tradedoubler.com/click?p=214843&a=2184158&url=https%3A%2F%2Fitunes.apple.com%2Fbr%2Falbum%2Fthee-oh-sees-singles

Thee Oh Sees é uma banda que não para nunca de produzir material. Incansáveis, a banda californiana (embora seus primórdios datem do fim dos anos 90 e tenha mudado de nome algumas vezes) tem lançado um álbum por ano desde 2004, além de dúzias de EPs, compilações e edições especiais. Neste ritmo, temos agora Singles Collection Volume 3, mais um apanhado de versões alternativas, lados-B, covers (Burning Spear do Sonic Youth), versões ao vivo (Block Of Ice) e demos (Crushed Grass) da banda.

O grupo nunca foi um grande exemplo de consistência, em relação ao fato de sempre experimentarem muito, quererem tentar de tudo e nunca negarem novidades à sua sonoridade. Assim, o estilo de Thee Oh Sees trafega de um Punk Rock setentista, à Surf Music californiana, passando por influências psicodélicas com doses de um Psychobilly meio obscuro. Uma barulheira à la Sonic Youth, um pouco de rebeldia de Iggy Pop mesclado aos Dead Kennedys, com um “quê” de filme de terror lado B tipo The Cramps. Por isso tudo, em Singles Collection Volume 3, temos a sensação de escutar, ao invés de um álbum, algum tipo de mixtape tocado no shuffle.

Mas tamanha inventividade traz consigo seu lado bom: o material alternativo e as diversas facetas do grupo estão reunidas aqui e sem dúvida nenhuma Vol. 3 vai agradar aos fãs do grupo (além de servir como um gostinho de tudo o que a banda pode oferecer aos novatos). É curioso que um álbum de versões e essencialmente de material extra seja chamado de Singles Collection (alcunha que normalmente fica ao cargo dos maiores hits dos grupos) e, por isso mesmo, talvez não seja um ponto de partida fiel para o que há de melhor em toda a discografia de Thee Oh Sees.

Se você admira o ótimo trabalho do grupo (ou não conhece, mas ficou curioso), o streaming já foi liberado há algum tempo no site da gravadora dos mesmos, além de outros serviços online (como no player abaixo). Mas calma, se você é fã ou colecionador, uma versão linda do vinil já saiu também e vale a conferida (veja aqui).

 2,910 total views

Autor:

é músico e escreve sobre arte