Resenhas

Titus Andronicus – Local Business

Banda que já lançou uma das obras-primas do Punk cai nas mesmices do estilo neste novo álbum, entregando algo muito aquém daquela obra que a tornou conhecida

 2,310 total views

Ano: 2012
Selo: XL
# Faixas: 10
Estilos: Punk Rock, Indie Rock
Duração: 49:20
Nota: 3.0

Os dois anos que separam The Monitor (uma obra-prima do Punk Rock contemporâneo) e este Local Business nos fazem pensar no que aconteceu com o Titus Andronicus no período e, mais que isso, nos perguntarmos o que fez com que a banda, de certa forma, regredisse em sonoridade, temática, instrumentação e coesão entre um disco e outro.

Patrick Stickles e sua banda continuam com seu som vigoroso que os fez ganhar certo reconhecimento em 2008 com o disco The Airing of Grievances, mas estão longe do que foi apresentado em The Monitor. A ousadia daquele álbum ao trazer instrumentação complexa e temática muito bem amarrada e, mesmo assim, manter a sujeira do Punk, parece ter sido deixada de lado aqui, sobrando somente algumas boas letras que, apesar de elevarem o nível desta obra, não a fazem tão memorável quanto sua antecessora.

Essa sensação dá-se logo à primeira audição do disco. Suas músicas agressivas e simpáticas logo perdem a graça, caindo em um mais do mesmo do cenário Punk radiofônico dos últimos anos. Patrick se lança em assuntos aleatórios que, por mais que sejam bem escritos e, em muitos dos casos, bem performados por sua voz, perdem muito em coesão.

Aqui, Stickles “reclama” sobre a vida, o dia-a-dia, distúrbios alimentares e mudanças, se tornando algo, talvez, pessoal demais para atingir muita gente. E a falta de uma amarra entre as canções pode incomodar quem esperava mais um disco bem arquitetado e construído sob os alicerces de um tema forte (caso de The Monitor, que abordava guerra civil norte-americana).

Sonoramente o álbum também não vai muito longe, caindo nos exageros e mesmices dos estilos que a banda utiliza. É claro que há bons momentos no disco, como In A Big City ou, a faixa de abertura, Ecce Homo, mas eles não são suficientes para torná-lo indispensável em sua prateleira.

Essa é a grande injustiça de se fazer um ótimo álbum: todos os seguintes serão automaticamente comparados com ele e são raros os casos em que se consegue ultrapassar o resultado de uma obra-prima. Local Business não é uma dessas exceções. Na verdade, nem chega perto disso.

 2,311 total views

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts