Resenhas

Tom Odell – Wrong Crowd

Boas músicas em produção caprichada não compensam falta de identidade na obra

2,281 total views, no views today

Ano: 2016
Selo: RCA Records
# Faixas: 11
Estilos: Pop Folk, Pop Rock, Indie Pop
Nota: 3.0
Produção: Tom Odell, Jim Abiss

Tom Odell fez tudo direitinho em seu segundo álbum, Wrong Crowd, mas não conseguiu disfarçar aquela sensação de ter se esforçado até demais para criar uma obra que justificaria o sucesso desde Long Way Down e o contrato com uma grande gravadora para o novo trabalho.

De fato, dá para perceber claramente que ele está em outro patamar de orçamento para a produção, tanto é que ele contou com Jim Abiss (que já trabalhou com Arctic Monkeys, Kasabian e Adele, só para citar alguns) ao seu lado para moldar suas onze composições que compõem o repertório oficial do disco – embora haja ainda uma versão deluxe com cinco músicas a mais.

O ouvinte nota também a maturidade adquirida pelo moço, que sabe entoar uma canção Pop “tradicional” muito bem (vide Jealousy ou Constellations), embora veja sua personalidade um tanto diluída ao longo das músicas. Isso nem acontece pela variedade que encontramos, do Eletrônico em Magnetised aos ruídos de Daddy, mas justamente pelo verniz tão dentro do padrão, tão dentro do esperado que cada faixa tenha.

É curioso notar que parte dessa impressão dá-se justamente por Wrong Crowd ter sido apresentada não só como o primeiro single da obra, mas como a canção que lhe dá seu título. Muito superior às outras (e, muito provavelmente, o melhor trabalho já feito por Odell até hoje), ela – acidentalmente ou não – eleva todas as nossas expectativas para um nível jamais repetido dentro do disco.

As faixas-bônus da versão de luxo não mudam muito essa realidade, embora traga bons momentos, como I Thought I Knew What Love Was e She Don’t Belong to Me. Composto por boas músicas, Wrong Crowd acaba sendo um daqueles trabalhos que, ao invés de você escutá-lo por inteiro, mais vale selecionar suas favoritas e ouvir diretamente só essas.

Tom Odell ainda chegará muito mais longe, mas será melhor quando desencanar dos formatos e padrões e mergulhar de vez em sua identidade.

(Wrong Crowd em uma faixa: Silhouette)

2,282 total views, 1 views today

ARTISTA: Tom Odell

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.