Resenhas

V V Brown – Samson & Delilah

Nova obra da cantora inglesa se aventura por terrenos do Avant Synth Pop, quebrando com o som que retrô que dominava seus primeiros lançamentos

 2,281 total views

Ano: 2013
Selo: YoY
# Faixas: 12
Estilos: Synthpop
Duração: 49:11
Nota: 3.5
Produção: Pascal Gabriel, Liam Howe, Pierre-Marie "STAL" Maulini, Dave Okumu
Itunes: http://clk.tradedoubler.com/click?p=214843&a=2184158&url=https%3A%2F%2Fitunes.apple.com%2Fbr%2Falbum%2Fsamson-delilah%2Fid6

Se reconstruindo como artista, V V Brown deixa de lado seu som retrô, regado de gêneros como R&B, Soul e Rock & Roll, para assumir uma sonoridade que brinca com o Avant Synth Pop e tendências da música eletrônica. Porém, se por um lado, Samson & Delilah é uma ruptura estilística com Traveling Like The Light, liricamente ele segue no mesmo processo criativo da inglesa que discorre sobre amor e perdas, agora sob a perspectiva dos personagens bíblicos que nomeiam o álbum, Sansão e Dalila.

Sob este plano de fundo, a cantora cindi com sua antiga proposta e já deixa isto bem claro com a faixa abertura Substitute for Love. Ela começa já com alguns sintetizadores e texturas doces que fazem a introdução para sua forte voz e para sua forma quase-teatral de representar sua s letras – algo que pode lembras as obras de Natasha Khan em seu Bat For Lashes. Letras como “I’ll be your drug, I’ll be your heroin / Put me inside your veins and let me in”, conduzem o misto entre melancolia e desespero que tomam conta de todo o álbum.

Culpa e introspecção estão por todos os lugares, muita vezes não só na lírica, mas na instrumentação densa gerada pelos timbres pesados de sintetizadores e as batidas escolhidas para cada faixas. A narrativa cheia de momentos marcantes gera no álbum faixas bem diversas, algumas orientadas a algo perto do Dub-Step (na claustrofóbica Igneous), o Synth Rock mais cru dos anos 80 (Nothing Really Matters), algo mais tribal (à la The Kinefe, em Samson) e diversos outros cada umas das doze faixas.

Ainda que consideravelmente menos Pop, sua nova obra se mostra ainda mais interessante que seu debut. Correndo o risco de polarizar seus fãs, V V se aventura por terrenos mais sombrios, porém realizado de forma brilhante pela moça e seu time de produtores. Certamente, Samson & Delilah é um grande passo na carreira da moça.

 2,282 total views

BOM PARA QUEM OUVE: The Knife, Bat For Lashes, Austra
ARTISTA: V V Brown
MARCADORES: Synthpop

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts