Villagers – The Art of Pretending to Swim

Projeto de Folk continua em sua trajetória segura e retilínea

397 total views, 5 views today

Ano: 2018
Selo: Domino
# Faixas: 9
Estilos: Folk, Indie
Duração: 41
Nota: 3.0
Produção: Conor O’Brien

Villagers, o projeto do dublinense Conor O’Brien, nasceu lá no início da década em um cenário extremamente favorável para o Folk. Seu álbum de estreia, Becoming a Jackal, ganhou indicações no Mercury Prize uma vez que respondia, com uma competência acima da média, a um momento de calma e melancolia do mundo com a voz leve e timbres de madeira de sua música.

Oito anos se passaram e The Art of Pretending to Swim, o quarto álbum do currículo, finalmente nasceu. O nome faz alusão a uma espécie de afogamento, mas vista sob uma perspectiva mais, digamos assim, poética. Essa metáfora vem para ilustrar a melancolia patente de O’Brien, sempre trabalhada de maneira graciosa, marca registrada de sua música.

A primeira faixa Again, traz os seguintes versos: “I’ve found again (Again)/A space in my heart again (Again)/For God again (Again)/In the form of art again (Again)/I let it flow… (Again)”. É uma excelente introdução porque resume muito bem o que o álbum é: um trabalho fluído, mas que repete mais ou menos todas as fórmulas que já havíamos visto no passado da banda. Letras genéricas, que falam de maneira grandiosa e sem muita atenção aos detalhes, são acessíveis e parecem querer atingir o maior número de ouvintes possível.

A diferença principal, no entanto, vem na forma de sintetizadores que respingam aqui e ali desde o início do álbum, até ganharem o formato espesso de uma névoa que encobre toda sua segunda metade. Se o recurso não chama tanta atenção como uma novidade estética (como em Bon Iver, por exemplo), todavia serve para criar um clima cósmico e grandioso que sustenta a ambição do compostor por aqui.

Como quer que seja, Villagers vem construindo um caminho seguro e retilíneo desde os 2010. Por mais que promova sempre alguma pequena provocação nos seus trabalhos, o trabalho soa seguro de si mesmo. Ou seja, The Art Of Pretending to Swim vai entrar sem dificuldades para a playlist daqueles que gostam de um som tranquilo e introvertido no final do dia.

(The Art Of Pretending to Swim em uma música: Real Go-Getter)

398 total views, 6 views today

ARTISTA: Villagers
MARCADORES: Folk, Indie

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.