Resenhas

WACK – Bad Vibes Forever

Com apenas 16 anos, o jovem curitibano Ian Joe grava seu primeiro EP marcado por muito barulho, a presença de guitarras distorcidas e um som bem sujinho. Com apenas 5 músicas, esse é um ótimo primeiro registro

 1,872 total views

Ano: 2012
Selo: Independente
# Faixas: 5
Estilos: Noise Pop, Surf Rock, Lo-Fi
Duração: 11:00
Nota: 3.0

Com 16 anos, muitas ideias na cabeça e gosto por um som bem sujinho, o curitibano Ian Joe formou sozinho sua própria banda, que chamou de WACK. Bad Vibes Forever é um EP bem surpreendente, não por se tratar de um garoto fazendo esse tipo de som, mas pelo fato de tê-lo feito todo sozinho.

Com um som bem garageiro e sujo, as cinco faixas passeiam entre o Noise Pop, Surf Rock e o Lo-Fi. Gravado inteiramente por Ian, a missão do garoto era colocar em seu trabalho autoral, antes de tudo, o que escutou na sua vida até agora. Com uma mesa de oito canais emprestada, uma guitarra e uma bateria programada, ele já tinha tudo o que precisava. Agora, era só botar a mão na massa e fazer muito barulho.

Ian parece ter se inspirado no Wavves, e principalmente em seu líder Nathan Williams (de quem pegou emprestado, além da sonoridade, o penteado), durante as gravações do disco. Até a sujeira e imperfeição de sua principal inspiração foram trazidas para o disco.

A ideia de colocar letras em cima das guitarras e tentar sujar cada vez mais o som está escancarada nesse disco. Em aproximadamente onze minutos de disco, get lost é o grande destaque, marcado por um riff pulsante e o tão presente barulho das distorções. Blasted e BURSTINGcorpes não ficam atrás no quesito barulho/distorção.

Assim como a sonoridade, o músico ainda está bem cru. A proposta de fazer música autoral nessa idade já é um grande diferencial, ainda mais nesse estilo que não tem nada de comercial. O moleque já está fazendo som de gente grande e é certo que ainda vamos ouvir falar bastante dele.

 1,873 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Wavves, Cloud Nothings, Black Lips
ARTISTA: WACK
MARCADORES: Lo-Fi, Noise Pop, Surf Music

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts