Washed Out – Within and Without

Um dos precursores da Chillwave lança, enfim, seu primeiro disco, tentando prolongar um pouco mais a vida do movimento, mas derrapa ao entregar um trabalho cuja beleza não é tão fácil assim de ser encontrada

2,096 total views, 2 views today

Ano: 2011
Selo: Sub Pop, Weird World
# Faixas: 9
Estilos: Chillwave, Synthpop
Duração: 40:30
Nota: 3.0
Produção: Ben H. Ellen, Ernest Greene

O primeiro álbum de Washed Out, projeto do americano Ernest Greene, vem para prolongar a Chillwave um pouquinho mais, trabalhando o som que marcou o movimento nos últimos dois anos.

Within and Without traz todas as características do estilo, como as melodias simples com o forte uso de sintetizadores e a produção que mistura o vocal aos sons e efeitos, com aquela pegada Lo Fi bem eletrônica disseminada por gente como Neon Indian, Toro y Moi e Panda Bear.

Com nove faixas, é fácil dividir o disco em duas partes. A primeira metade tenta agradar o ouvinte, seja ele fã ávido por esse tipo de música, ou um menos atento que deu play por acaso. Seu início com Eyes Be Closed e Echoes abre caminho para Amor Fati, figurinha fácil nas listas de preferidas de 2011, que se destaca aqui por ser a mais alegre e dançante de todas. A seguinte Soft diminui levemente o ritmo, mas continua a vibe mais Pop dessa metade.

É aí que entra em cena Far Away, que amarra as duas pontas do álbum. O vocal de Greene começa a ficar mais intimista, sussurrado, e claro que ele não vem sozinho – afinal, estamos falando de uma obra de Chillwave. O baixo marcha em frente e os sintetizadores abrem espaço para um interessante trabalho de cordas, como se a música tentasse te seduzir para ouvir a segunda parte do disco.

E essa segunda metade traz seus maiores tesouros, premiando o ouvinte que chegou até ali. Before parece ter saído diretamente da melhor fase Lounge (irmão mais velho do Ambient) dos anos 90, enquanto You and I (que poderia ser um pouquinho mais curta) tem vocais mais limpos e uma batida mais marcada que as outras desse trecho. É aí que surge a faixa-título, novamente sussurrada e arrastada até encontrar A Dedication, que ameaça encerrar o álbum no piano (o que seria uma boa surpresa), mas logo encontra o mesmo formato das anteriores.

Within and Without possui uma beleza que não é muito difícil de ser encontrada. O problema é ele parecer acorrentado à Chillwave, com medo de ousar sair de suas fronteiras, o que pode ser tedioso até mesmo para os fãs do estilo.

2,097 total views, 3 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Toro y Moi, Neon Indian, James Blake
ARTISTA: Washed Out
MARCADORES: Chillwave, Synthpop

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.