Resenhas

Widowspeak – Expect The Best

Novo disco traz gêneros mais acessíveis e, ao mesmo tempo, temas complexos e existenciais

993 total views, 1 views today

Ano: 2017
Selo: Captured Tracks/No Other Music
# Faixas: 9
Estilos: Indie Rock, Slowcore, Dream Pop
Duração: 35:00
Nota: 3.5
Produção: Kevin McMahon e Robert Earl Thomas

Widowspeak sempre carregou uma carga bastante densa em sua obra. Desde seu autointitulado trabalho de estreia até os recentes flertes com Folk, em seu último disco All Yours, a sonoridade do duo se caracterizou por unir a simplicidade estrutural de canções Pop com uma ambientação e uma timbragem bastante etéreas e distantes, facilmente remetendo essa estética a sentimentos considerados negativos, como tristeza e melancolia.

De certa maneira, a banda nunca negou seu apego pelo lado mais dark da coisa, mas restringi-la a apenas este espectro da emoção humana é um ato um tanto precipitado. Tecer este tipo na preconceito acaba por ignorar o aspecto das letras compostas pelo grupo, que abordam temas existenciais e de aprendizado interno bastante intenso, o que não necessariamente implica em algo triste ou depressivo. Dessa forma, parece que o grupo quis deixar isso mais evidente em seu novo trabalho.

Expect The Best é um disco direcionado de duas formas. A primeira diz respeito a tentar expor este lado mais “alegre” ao público, da forma mais direta possível. Agora atuando como um grupo de Rock de quatro integrantes, Widowspeak traz uma inegável sensação Pop a suas composições, com arranjos mais elaborados e expansivos. Isto não significa de forma alguma que o trabalho deixe de ter aquela aura densa que consolidou a sonoridade da banda. A faixa de abertura The Dream, por exemplo, traz reverbs incessantes remetendo a referências mais Dream Pop. Já Warner é mais tímida, mas mesmo assim, traz vívida a imagem de uma espécie de Blues inconsciente, revelando uma qualidade bastante sensual. Mesmo o single Dog com sua guitarras monotemáticas conseguem evidenciar uma sensação de leveza, como se estivéssemos voando.

Mas o que faz deste trabalho um dos mais interessantes do grupo até então é contraposição desta felicidade com a segunda forma que o disco pode ser encarado. Em Expect The Best, a compositora e cantora Molly Hamilton une as diferentes nuances de Dream Pop/Slowcore com um tema recorrentes: a inexorabilidade do tempo e as expectativas que as pessoas criam de nós. Dessa forma, por causa da estética sonora, Widowspeak traz uma nova faceta, em contrapartida, a banda reafirma sua predileção por aqueles temas existenciais e, de certa forma, até os torna mais difíceis de digerir. É como se procurasse uma forma mais acessível de tratar temas que foram tão duramente pensados e, assim, a partir do Pop e de sentimentos menos intensos, o processo fica menos árduo.

Dessa forma, Expect The Best é uma espécie de curador dos dilemas, ao mesmo tempo que um catalisador de epifanias. Com este disco, a banda mostra a preocupação de renovação e aprofundamento de suas outras obras. Certamente, estamos diante de um Widowspeak mais convicto de suas decisões e mais maduro, produzindo um registro difícil de ser totalmente compreendido, mas que tenta facilitar nossos dilemas existenciais.

(Expect The Best em uma faixa: Dog)

994 total views, 2 views today

BOM PARA QUEM OUVE: La Sera, Beach House, Blouse
ARTISTA: Widowspeak

Autor:

Designer frustrado, julgador de capas de discos e odiador daqueles que põem o feijão antes do arroz.