Resenhas

Winter – Supreme Blue Dream

Disco de estreia do grupo encontra-se entre a candura e o onirismo

 2,418 total views

Ano: 2015
Selo: Honey Bomb Records/ Lolipop Records
# Faixas: 10
Estilos: Dream Pop e Shoegaze
Duração: 34:49
Nota: 3.0
Produção: Nolan Eley

Samira Winter já é uma figura conhecida pelo Monkeybuzz já algum tempo, tendo aparecido pela primeira vez em nossas páginas em 2013 e nunca mais saiu. Depois de alguns EPs de sua carreira solo e singles com a banda, Supreme Blue Dream é finalmente a primeira obra completa, um álbum, de Samira como (e com) Winter.

Seguindo a mesma linha de seus trabalhos anteriores, este disco se estabelece em um universo misto entre Dream Pop e Shoegaze, incorporando os elementos desses estilos à seu favor, usando-os para aumentar o clima que poderia ser facilmente descrito como “fofo”. São dez músicas etéreas e de melodias que fazem o ouvinte flutuar, absortos em temas melancólicos, nostálgicos, todos, tratados com grandes leveza.

A banda convida o ouvinte a um breve mergulho pelo tal Supreme Blue Dream através das melodias hipnóticas e efeitos psicotrópicos usados nas canções. A beleza do disco se mostra através do sublimidade de Like I Do, a singeleza de Someone Like You ou ainda na densidade de Pretender. Esse misto entre Shoegaze e Dream Pop só colabora para criar no espectador o efeito de se estar flutuando, boiando nessa imensidade azul sugerida pela capa da obra.

Mas não pense que esta mistura limita as possibilidades do disco. Estas dez faixas visitam também outros universos, emprestando de forma moderada influências do Kratrock (Strange Emotios), Garage Rock (Crazy) e até mesmo traços do J-Pop (Don’t Stay Away). Além dessa maior mobilidade entre referências, outra coisa que se percebe ao ouvir a obra é a maior presença do sintetizador, que tira um pouco da responsabilidade das guitarras, deixando-as livres para interagir com os outros instrumentos de forma mais descompromissada.

Supreme Blue Dream é resultado de tudo o que trouxe o grupo até aqui e, mais que isso, reflexo direto da pessoa por trás de suas letras e melodias. A incauta candura do álbum se demonstra através da persona de Samira e de seu onirismo contagioso.

 2,419 total views

BOM PARA QUEM OUVE: SALES, A Sunny Day in Glasgow, Parakeet
MARCADORES: Dream Pop, Shoegaze

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts