Resenhas

Wolfmother – New Crown

Disco marca o retorno da banda depois de anos conturbados, mas falha em quase todos os aspectos

 2,641 total views

Ano: 2014
Selo: Independente
# Faixas: 10
Estilos: Rock Psicodélico, Hard Rock, Blues Rock
Nota: 1.0

A carreira de Wolfmother pode ser descrita como o descer de uma ladeira. A qualidade alcançada no primeiro trabalho da banda nunca voltou a aparecer e mesmo no bom Cosmic Egg, lançado em 2009, o que tornou o trio tão conhecido em 2006 já havia se perdido. Singles como Joker and The Thief, White Unicorn e Woman ficarão gravados como hinos modernos do Rock, mas essa parece infelizmente ser a única contribuição do grupo para com o estilo.

De 2006 para cá, o grupo sofreu uma série de baixas e até deixou de existir por algumas semanas em 2013, época em que o guitarrista e vocalista Andrew Stockdale resolveu seguir sua carreira solo. Depois de um EP e um disco mal sucedidos em vendagens e repercussão, o músico resolveu remontar sua banda. Uma boa jogada de marketing, afinal, poucas pessoas sabem quem é Stockdale, porém muitas sabem o que é, ou melhor, o que foi, Wolfmother. O que me parece aqui é que o músico pegou de volta o nome da banda ajudou a criar, mas na verdade continua compondo as mesmas coisas que fez em sua curta e desastrosa carreira solo.

New Crown é até agora o ponto mais baixo da tal ladeira, e a impressão de ser uma continuação da obra solo de Stockdale só aumenta ao se saber que o álbum conta com a mesma banda que gravou Keep Moving, que foi produzido pelo próprio músico e promovido também por ele – ao contrário dos outros discos que ganhava o respaldo de uma grande gravadora. Seja fruto de um novo modelo de negócios ou a incapacidade de emplaca-lo em um selo, o disco é incrivelmente medíocre e mal produzido, algo que parece ter sido construído às pressas e sem o cuidado que as outras obras do grupo demonstravam.

Por falar em produção, muitas das faixas parecem ter sido gravadas de forma amadora (e aqui não estou falando só de Fellings). Os vocais são inconsistentes, as guitarras descontroladas, a bateria estourada em alguns pontos e o controle de volumes e a forma de masterização são péssimas. De certa forma, esse me parece mais um demo do que uma obra propriamente finalizada.

No geral, a produção neste álbum é quase inexistente e tira todo o interesse em se ouvir a obra repetidas vezes. É lógico que há algumas boas partes boas e alguns clichês roqueiros que devem funcionar muito bem ao vivo, mas estão muito longe de repetir o feito no disco. New Crown é uma obra para ser esquecida, apagada da mente dos fãs que guardam na sua lembrança um disco como a estreia autointitulada lançada em 2006.

 2,642 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Tame Impala, Led Zeppelin, Pond
ARTISTA: Wolfmother

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts