Yatho – Orquestra de Arpeggios e Instrumentos Não-Convencionais

Segundo trabalho do trio coloca-se no caminho certo das pistas sem perder sua identidade espiritual

945 total views, 1 views today

Ano: 2018
Selo: Independente
# Faixas: 6
Estilos: Eletrônica
Duração: 30:00
Nota: 3.5
Produção: Taian Cavalca

Yatho é um templo espiritual musical para seus membros. Compartilhando experiências místicas e esclarecedoras através da viagem da mente e do corpo pelo mundo afora, Taian Cavalca, Mario Gascó (ex-Cabana Café) e Thiago Klein (ex-Quarto Negro) se transformaram em um trio para poder expressar sentidos e sensações que muitas vezes não podem ser explicadas em palavras – por isso a escolha, pelo menos em Orquestra de Arpeggios e Instrumentos Não – Convencionais, de manterem-se calados.

Basta ouvir Sinfonia em Ré Menor Andante para entender sua expressividade em uma composição que une elementos da música Eletrônica como batidas marcadas no compasso para dar o andamento da dança, sintetizadores arpeggiados e o sitar indiano que possibilita a abertura dos ouvidos. A sensação é que estamos diante da celebração da vida e de a a religiosidade que nossa própria vivência pode alcançar. Rapsódia abusa da musicalidade Klein e seu domínio no piano para entregar uma belíssima música com toques de Jazz – no entanto, a transformação que faixa passa a ganhar a partir da incorporação musical de ambiências dos demais membros é que dá o valor para a música.

Contínuo, como um set de música Eletrônica deve ser, a faixa deságua em Sintonia em Fá Maior Moderato – belíssimo momento que certamente poderia ser colocado lado a lado nas melhores faixas do último trabalho de Four Tet, New Energy. O uso de diversos instrumentos eletrônicos, percussivos e ortodoxos como piano poderia seguir uma estética óbvia que felizmente não é vista aqui: o templo que eles almejam construir parte não só das composições, mas também da entrega que é sentida nas faixas – um live de verdade está acontecendo e isso traz valor verdadeiro a espiritualidade apresentada.

Quebras inesperadas e caminhos sinuosos desconstroem Tocata em Ré Menor Allegro e chocam o ouvinte – o êxtase a qual fomos expostos fragmenta-se em uma levada contemplativa para depois ganhar o rumo sintetizado que o conduzia. É a escolha ideal para encerrar o curto disco, segundo da discografia do trio, mas que prova que se em Merkaba (2017) os rumos pareciam seguir a experimentação e autoconhecimento, Orquestra de Arpeggios e Instrumentos Não-Convencionais traz tudo isso com muito mais objetividade e coesão. Sinal de que estão prontos para demonstrar sua espiritualidade de forma ainda mais acessível e plena para todos.

(Orquestra de Arpeggios e Instrumentos Não-Convencionais em uma música: Sintonia em Fá Maior Moderato)

946 total views, 2 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Floating Points, Four Tet
ARTISTA: Yatho
MARCADORES: Eletrônica, Ouça

Autor:

Economista musical, viciado em games, filmes, astrofísica e arte em geral.