Yuno – Moodie EP

Músico experimenta com barreiras do Pop em um compacto instigante

398 total views, 6 views today

Ano: 2018
Selo: Sub Pop Records
# Faixas: 6
Estilos: Indie Pop, Pop Psicodélico, Pop Experimental
Duração: 25 min
Nota: 4.0

Yuno é um daqueles jovens talentos que, por absorverem tantas referências, acabam criando em sua obra algo que não se limita a elas, mas que apresenta uma amálgama surpreendente de tantos estilos e variações que por si só conseguem chamar a atenção – seja por faixas individuais, muito bem feitas por sinal, ou pela proposta quase megalomaníaca, se é que podemos chamar assim, dessas tantas varições em uma obra completa.

Moodie é seu mais recente EP e é um bom exemplo de como isso acontece. É como se o músico da Flórida pegasse diversas das tendências da música feita dos anos 2010 até agora e colocasse tudo isso num liquidificador. Que tal a mistura de pouco de Indie Pop (algo como o que faz Unknown Mortal Orchestra) com psicodelia Pop (à la Tame Impala)? No Going Back pode ser uma boa pedida para você. Quer algo mais romântico (como Rhye) e etéreo (como Lykke Li)? Ouça Fall In Love. Quer algo do “Pop de Estádio” (de Imagine Dragons) e um Indie Pop Rock mais sujo (Sleigh Bells)? Why For é o que de melhor ele tem a oferecer.

Os exemplos são diversos, e você pode colocar nessa salada de estilos Dub, Rap, R&B, Indie Rock e ritmos caribenhos, entre outros tantos que você vai pescar durante cada audição. Mas a música de Yuno é não é só isso, não é só uma mistura pela mistura. A aura agridoce das canções, com letras tristes e melodias em grande parte dançantes criam algo cativante. E essa talvez seja o melhor adjetivo para definir sua música, algo ao mesmo tempo apaixonante e impressionante.

No fim das contas, o curtinho Moodie mostra em poucas faixas a que veio, apresenta a variação de humores do músico e sua capacidade transitar por diversos deles sem se perder. A brincadeira de recortar e colar estilos aparentemente distintos é uma aventura a parte e parte da grande diversão do compacto. A coesão nestas faixas parecem mais vir de suas auras experimentais do que de seguir uma linha predefinida de onde ou não ele pode testar as possibilidades de sua música.

(Moodie em uma faixa: No Going Back)

399 total views, 7 views today

Autor:

Desde criançaa apaixonado por música, consumidor compulsivo de hamburguer e chato