Cage The Elephant – Lollapalooza 2012

Matt Shultz e companhia fizeram em uma tarde ensolarada e muito quente um dos shows mais memoráveis da primeira edição de Lollaplooza Brasil, com direitos a dois Moshs e muitos hits garageiros e sujinhos

 3,288 total views

Fotos: Shin Shikuma/UOL
Nota: 4.0

Essa foi a primeira grande atração do Lollapalooza 2012 e ela não desapontou quem foi prestigiar esse bando de garotos desordeiros do Kentucky. No maior clima de Garage Rock, o Cage The Elephant enfrentou dois grandes problemas em sua apresentação: o calor e o som baixo.

O calor não tinha solução, então tanto o público quanto a banda seguraram muito bem essa. Já quanto ao som, a produção poderia ter cuidado melhor disso. Mesmo assim, os fãs deram aquele apoio e ajudaram Matt no gogó. Quem resolveu aparecer no show foi Dave Grohl e sua esposa, mas quem esperava ter a presença do Foo Fighter na bateria ficou desapontado.

“Eu nunca fui tão violentado em toda minha vida, e acho que alguém tentou roubar minha carteira” foram as primeiras palavras de Matt Shultz ao voltar do seu primeiro mosh, que ocorreu ao fim de Aberdeen, a segunda música do set do grupo.

A banda soube dosar muito bem o set, composto por faixas dos dois discos. Do primeiro, que leva o mesmo nome da banda, Tiny Little Robots, Lotus (essas duas cantadas em sequencia), Aint No Rest For The Wicked e In One Ear foram os destaques. Já do segundo, Thank You, Happy Birthday, os destaques ficaram por conta de Aberdeen (aquela do mosh), Around My Head e 2024.

“Da próxima vez que eu pular, se eu desmaiar da próxima vez, por favor, passem meu corpo inconsciente para frente”, disse Matt com sua habitual dança/correria que enlouqueceu o público. Toda a energia do frontman se converteu em uma ótima apresentação com direito a outro mosh – isso mesmo, mais um – ao final de Sabertooth Tiger.

Depois desse ultimo, Matt volta com uma bandeira do Brasil, roubada de um dos fãs que estava perto da grade. Caótico, frenético e cheio de energia, tudo que um bom show de Garage Rock tem que ter. A apresentação só durou um pouco menos que o previsto por que o baterista Jared Champion passou mal durante o show.

 3,289 total views

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts