Japandroids – Pitchfork Music Festival 2012

Canadenses trazem Garage Rock sem frescuras ao festival, agitando até mesmo quem não é fã do gênero

1,372 total views, no views today

Fotos: Monkeybuzz
Nota: 4.0

O show começou embaixo de chuva, mas era o mais lotado até agora no primeiro dia do festival. A dupla de Vancouver entrou no palco já dizendo rapidamente que só tinha 45 minutos e por isso falariam pouco para poderem tocar muita música. Foi exatamente isso que fizeram, pois sem nenhuma preparação especial de “cenário” ou figurino o Japandroids deu início ao seu Garage Rock cativante e que deu origem à primeira rodinha Punk do final de semana.

Uma característica de todas as bandas de Rock mais cru e pesado que passaram por lá foi que quase todas ao vivo tem muito mais poder. Muitos que dificilmente ouviriam Celebration Rock, último álbum dos canadenses, em casa, se empolgaram com o show e balançaram a cabeça sem parar espantando de vez a chuva, pelo menos naquele momento. Os fãs presentes eram bem fieis e sabiam praticamente todas as letras, tendo disposição de cantar enquanto se empurravam, pulavam e chacoalhavam os cabelos molhados.

Entre todo o repertório, os destaques ficam para Younger Us, muito bem recebida pelo público e a faixa de abertura do último disco, The Nights of Wine and Roses, que foi uma das últimas a serem tocadas, para encerrar uma apresentação sem tempo para respirar, mas com muito som para ouvir. Algo que me impressionou positivamente foi o baterista David Prowse, com uma energia e técnica que impressionam. Sem dúvida, o Japandroids é uma excelente opção para compor o lineup de algum bom festival brasileiro.

1,373 total views, 1 views today

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.