Justice – Sónar SP 2012

Mesclando hits dos dois álbuns da dupla, Augé e Rosnay incendeiam o público em experiência audiovisual incrível

 1,927 total views

Fotos: Robson Bento/ Getty Images LatAm (Fan Page Sónar)
Nota: 4.5

Gaspard Augé e Xavier de Rosnay, duo de DJ’s mais conhecido como Justice, são, sem dúvidas, os caras mais Rock’n Roll da música eletrônica. Seja pela parede de amplificadores Marshall no palco, pela devoção com que muitos fãs aguardavam os dois fazendo “chifres” com as mãos ou pelas fortes linhas de baixo sempre presentes, os franceses comandavam o show como rockstars.

A apresentação foi orquestrada com maestria pelo duo, que combinou um show de luzes e de cores, um palco transformer que se moldava conforme necessário e um arranjo dos grandes hits do primeiro álbum, Cross (2007) e do segundo, Audio, Video, Disco (2011), que juntos dialogavam com o público em uma experiência fantástica. Genesis abriu a apresentação com seu início apocalíptico, levando os fãs aos primeiros momentos de loucura da noite.

É impressionante o modo como, sem sair de trás das pickups nem dizer uma palavra, o duo parece interagir constantemente com todos. Essa interação se dá na maneira responsiva com que a música é feita, dependendo da reação do público. Haviam momentos em que algum refrão era repetido, ou frases de músicas como o trecho “The beating of a million drums” de Civilization eram distribuídas deixando o público em êxtase aguardando pela música completa.

Um show que é feito apenas com pontos altos pode acabar sendo sem surpresas, já que nenhum momento se destaca entre os demais. Mas este foi feito com apenas um ponto alto que durou o show todo, já que a apresentação do duo parecia ter sido pensada com um começo, meio e fim, dando espaço a alguns improvisos dependendo da reação dos presentes. Em entrevista recente ao UOL, eles disseram que “um grande show é aquele que o público se diverte tanto quanto a gente” e dava para perceber que este foi um dos grandes.

Para citar um único ponto de destaque que ficará na memória, diria que foi em D.A.N.C.E. onde pude viver um daqueles momentos raros que poderiam não acabar nunca. Foi uma faixa completa, com o trecho dançante “Do the dance/The way you move is a mystery” sendo repetido diversas vezes com a mesma intensidade de resposta do público se divertindo como nunca e “You were such a P.Y.T./Catching all the lights” sendo cantado por todos como em um show de Rock com os microfones virados para a plateia.

Qualquer discussão sobre quais eram as músicas mais esperadas, ou sobre a qualidade superior das faixas de Cross em relação às de seu último trabalho, não refletirão a apresentação da maneira que foi. O Anhembi, teve naquela noite, não somente um show de música ou uma “discotecagem”, mas teve, sobretudo, uma experiência audiovisual incrível.

 1,928 total views

ARTISTA: Justice
MARCADORES: Sónar SP 2012

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.