Planeta Terra Festival 2013: Palma Violets

Banda mostra que sua performance ao vivo é superior ao que mostraram no disco, empolgando os poucos presentes

 2,033 total views

Fotos: Fernando Galassi
Nota: 4.0

O sol não estava dando trégua quando o quarteto inglês Palma Violets subiu no Palco Smirnoff dando início às apresentações internacionais do Planeta Terra. A banda teve sua estreia no ano passado com o seu não tão bem sucedido 180, mostrando um Indie Rock Britânico sem sal e genérico. Entretanto, o que se viu no palco foi algo completamente contra as expectativas do que nos foi apresentado.

Eles pareciam um pouco tímidos quando iam assumir suas respectivas, mas isso logo se reverteu quando os dois frontmen tacaram flores no público, iniciando uma performance agitada e dançante. Invasion Of The Tribbles fez todos os poucos presentes começarem a pular, apesar do calor insuportável, e assim seguiu o show. Não deixando de lado suas músicas mais conhecidas como Best Of Friends e Last Of The Summerwine, o Indie Rock estridente do quarteto adquiriu uma outra dimensão quando apresentado nesse ambiente ensolarado e festivo.

O quarteto falou pouco entre as faixas, ou seja, estava lá para tocar. Mesmo quem não conhecia tanto o trabalho deles se sentiu motivado a dançar e tentar acompanhar cantando. O baixista e guitarrista se mostraram bem empolgados com a receptividade do público brasileiro, interagindo com os fãs (mesmo que apenas gesticulando com as mãos, os olhando com cara de surpresa e alguma dúvida, devido às reações histérias de algumas pessoas mais próximas da grade.

Esse é um daqueles casos de que o show é melhor que o registro em estúdio. Com um espaço maior, a banda pode explorar e explodir sua performance, com direito até a um pseudo-bis em um formato guitarra-bateria, com direito ao baixista Alexander “Chilli” Jesson descer do palco para gritar junto com os empolgados fãs da banda.

 2,034 total views

ARTISTA: Palma Violets
MARCADORES: Planeta Terra 2013

Autor:

Designer frustrado, julgador de capas de discos e odiador daqueles que põem o feijão antes do arroz.