tUnE-yArDs

Com sua voz potente e criatividade ao usar loops para criar diversas camadas de som, Merril Garbus e companhia fizeram um grande show no Cine Joia, em que apresentaram sucessos do hypado álbum “w h o k i l l”

 2,080 total views

Nota: 4.0

Tudo o que ocupava o palco era uma caixa, um bumbo, diversos pedais e um xilofone (sem contar os saxofones e o baixo que entraram com os músicos de apoio). Isso era tudo que Merril Garbus e sua turma precisavam para fazer um grande show. Quem já conhece o som do tUnE-yArDs sabe que o grande chamativo nos shows (alem da vibe freak) é ver a banda montando o som através de pedais, camada por camada em loops com percussão e voz. Pode parecer estranho, mas ao vivo tudo isso é sensacional.

Com pouco mais de 20 minutos de atraso, Merril subiu ao palco com seu ukelele, se apresentou ao público e já começou as suas experimentações malucas com os pedais criando as tais diversas camadas, que juntas se tornaram uma grande bagunça vocal. Mas esse foi só o aquecimento da moça, e depois de alguns minutos brincando sozinha, o restante da banda entra e começa o show de verdade.

Vê-la montando as faixas antes de cada música era um exercício para tentar adivinhar qual seria a próxima canção. Com um microfone e o uso dos pedais, ela ia criando camadas de percussão e voz e aos poucos a música ia tomando forma: You Yes You foi escolhida para abrir o show. Logo em seguida, foi a vez de Gangsta, com sua pegada mais Hip Hop e as batidas fortes do bumbo, que ecoavam pelo Cine Joia, e a potente voz de Garbus parecia ganhar ainda mais força.

Entre uma música e outra, Merril arriscava um português com um “muito obrigado” ou “essa é a primeira vez que nos apresentamos no Brasil” e ela quase sempre ria de si mesma nessas tentativas. Killa foi a próxima música do set, que foi quase todo tirado do mais novo disco da banda, w h o k i l l. Doorstep, com seus “shalalas”, e Es-So, com todo seu suingue, também tiveram suas versões tocadas ao vivo.

Acho que o momento mais esperado do show (e não só por mim) foi Bizness, primeiro single tirado do álbum e um dos grandes hits de 2011. O refrão “What’s the business, yeah /Don’t take my life away/ Don’t take my life away” foi entoado pelo público, que era encorajado pela vocalista a gritar o mais alto possível. Nesse momento Garbus fez uma tentativa de mosh, e se o salto não deu muito certo, a segunda parte do mosh – a viagem dela sendo carregado pelo Cine Joia – ocorreu bem. Voltando ao palco, ela terminou a música, que de longe foi a que mais empolgou o público.

Se despedindo, a banda tocou seu mais novo single, My Country. Mas é claro que teria um bis e, poucos minutos depois, Merril sobe ao palco de novo com seu ukelele e toca uma das músicas de seu primeiro disco, o estranho BiRd-BrAiNs. A banda saiu do palco agradecendo o carinho dos fãs e de todos os presentes.

A primeira passagem da banda pelo Brasil foi incrível, e ver o grupo tecendo sua colcha de retalhos sonoros foi fantástico, assim como a capacidade da banda de transportar a experimentação do disco para os palcos.

 2,081 total views

ARTISTA: tUnE-yArDs
MARCADORES: Cine Joia

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts