Vivendo do Ócio + Maglore – Beco 203, SP

Bolo, bexigas, convidados especiais e muita música no incrível show de comemoração de seis anos do quarteto de Salvador

2,764 total views, no views today

Fotos: Foto por Filipe Rodrigues
Nota: 4.0

O cartaz que anunciava o show não mentiu ao dizer que esta seria uma festa. A comemoração teve todos os ingredientes que um bom aniversário deve ter: bolo, bexigas, convidados, música e imprevistos. A Vivendo do Ócio fez uma ótima celebração de seus seis anos de estrada com um apresentação frenética e cheia de energia.

A banda chamada pra abrir a noite é conterrânea dos aniversariantes, mas com um som bem diferente. Mostrando um Rock mais suave e radiofônico a Maglore fez um bom show de abertura, entretendo os convidados até a chegada da atração principal e amaciando o público para a porrada que viria a seguir.

Mas o que seria de uma festa sem um imprevisto? Ele deu as caras logo na primeira música – a guitarra de Jajá não funcionou durante a primeira metade de Meu Precioso. O problema foi consertado rapidamente e o show pôde prosseguir sem mais surpresas (as ruins, pelo menos).

A festa foi também um resumo da carreira dos garotos, apresentando sucessos dos dois discos. Músicas como Amor em Furia, Hey Hey e Dilema, sucessos de Nem sempre tão Normal, foram muito comemoradas pelo público que cantava com a banda. As canções do mais recente O Pensamento é Um Imã também já estavam na ponta da língua do público, como Bomba Relógio, Silas e O Mundo É Um Parque, que também estiveram presentes no set.

A banda fez questão de chamar ao palco pessoas que fizeram parte de sua carreira, direta ou indiretamente. O primeiro convidado especial da noite foi o amigo e produtor do último álbum, Chuck Hipolitho, que subiria novamente com o pessoal do Vespas Mandarinas para tocar Radiotividade, que os garotos compuseram com Tadeu Meneghini.

Outro momento bem marcante da apresentação foi a presença de Pablo Domingues no palco. Uma das músicas mais expressivas do segundo disco foi composta em parceria com ele, o também baiano queria fazer uma canção sobre as saudades da sua terra natal e assim surgiu Nostalgia. Ela ganhou um lindo coro da plateia, que dava um show a parte. Alexandre Capilé (Sugar Kane) e Fabio Cascadura (Cascadura) também subiram ao palco para participar da festa junto ao quarteto.

E como já de costume em toda festa, o bolo não poderia faltar. Para entrega-lo à banda, muita gente subiu ao palco, amigos, parceiros e namoradas, formavam uma pequena multidão que lotava o palco do Beco 203 e cantava o “Parabéns a você”. A essa altura, o show já havia virado uma festa e a música ficou em segundo plano, o legal mesmo era ver a emoção do quarteto ao receber tantas homenagens e tentar tocar com tanta gente no palco.

A noite acabou com um dos maiores sucessos da banda, Fora Mônica, que foi o single responsável por fazer muita gente prestar atenção na Vivendo do Ócio e fechou muito bem a festa. Só não sei quem se divertiu mais, os aniversariantes ou os convidados.

2,765 total views, 1 views today

MARCADORES: Beco 203 SP

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts