White Denim em São Paulo

Mostrando seu som que mistura vários estilos, banda faz show impecável em sua primeira parada da mini-tour pelo Brasil

 2,156 total views

Nota: 5.0

Mostrando seu som que mistura vários estilos, o White Denim faz show impecável em sua primeira parada da mini-tour pelo Brasil.

Com uma abertura surpresa dos paulistas do Forgotten Boys, começava-se a noite. A banda tocou sons de todas as suas fases, como os hits Just Done, Cumm On e Babylon. Além de suas músicas próprias, ainda fizeram uma cover da lendária banda MC5 com Kick Out The Jams para encerrar sua apresentação. Com muita energia – tendo até o guitarrista subindo no bumbo da bateria – os Forgotten Boys fizeram uma abertura legal para o White Denim, o qual eles chamaram de “rapazes animados”.

Por volta das 02h00min entrava o quarteto texano no palco do Beco 203 em São Paulo. Sem muitas delongas, os músicos já chegaram tocando seu som misto de influências. Logo de início, mandaram uma sequência ininterrupta na qual se incluíam At The Farm, Anvil Everything, Shake, Shake, Shake – clássico hit da banda – e Is And Is And Is.

Vale ressaltar as transições perfeitas entre as canções e solos altamente técnicos e prolongados, mas que de maneira alguma se tornava excessivo, pelo contrário, se queria ainda mais para poder apreciar a técnica desses quatro músicos de muito talento.

Após cerca algumas faixas tocadas sem parar, uma pausa para uma balada: No Real Reason. Mais calma que as demais músicas tocadas de início, ela fez o público descansar um pouco – mas só um pouco, pois ao seu final a música cresce e já abria caminho para mais algumas faixas, agora com intervalos entre elas.

Mesmo com essas pausas, os integrantes pouco falavam ou interagiam com o público, mas possuíam uma excelente presença de palco e era perceptível a entrega dos mesmos em cada nota das músicas tocadas. Chegando ao final do show, mais uma seção de músicas sem parar, dessa vez contando com Bess St., Street Joy, El Hard Attack, IEIEIE, e I Started To Run – essa última para delírio do povo assim como o ocorreu com Let’s Talk About It.

Se até então o show estava digno do ingresso, o seu final foi ainda mais Rock‘n’Roll. Chamando o roadie para “brincar na guitarra”, James (vocalista e guitarrista) comandava os inúmeros pedais de efeitos e, enquanto isso, a banda ia levando uma jam com uma pesada bateria. Distorções, fuzz, microfonia e bateria pesada marcaram o final do show do White Denim, que saíram timidamente agradecendo ao público e deixando todos muito satisfeitos com o grande show visto nessa noite.

Se o som deles é Dub, (neo) Psicodélico, Indie Rock ou Progressivo, com um pouco de Blues, de Jazz, ou qualquer outra mistura que pareça impossível de ser rotulada, saiba que pode ser dado um rótulo sim: “Música boa”.

E não só isso, mas também um ótimo show. Sem muito papo, tocaram uma boa gama de canções de cada disco – claro que com ênfase no disco atual – e souberam animar o público e fazer os que ainda não os conheciam buscar mais sobre a banda.

 2,157 total views

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).