Animal Collective: Uma Carreira Muito Excêntrica

Os pouco mais de dez anos da banda de Panda Bear e Avey Tare já trouxeram várias peculiaridades em um nível que nem sempre encontramos nos grupos por aí

2,255 total views, no views today

Quem imaginaria que o gosto por filmes de Horror e por Pavement juntaria quatro caras de Baltimore que mais pra frente formariam o Animal Colective? Tão estranhas quanto essa associação são as músicas que o grupo faz – em um misto de Folk Eletrônico, Psicodelia e muita piração experimental, a banda nunca pode ser descrita como acessível ou fácil. Mas eles estão na vanguarda de um movimento chamado Nova Psicodelia, que tem se mostrado mais frutífero do que nunca e, com certeza, este quarteto merece a nossa atenção.

Desde 2001, o grupo vem apresentando ao mundo suas canções estranhas e, segundo eles, Centipede Hz, que será lançado em Setembro, será o mais difícil de sua carreira – o que nos levou a pensar que, em pouco mais de uma década de vida, muita coisa estranha já foi realizada pela banda. Veja algumas das áreas de sua carreira que já foi contemplada por alguma de suas peculiaridades.

Capas

Tão estranhas quanto as músicas, as artes dos discos são uma viagem a parte, sempre com cores fortes e marcantes trazendo um pouco da aura do álbum. Um exemplo disso é Merriweather Post Pavilion (2007), que tem uma das capas mais famosas das últimas décadas e está entre as mais conhecidas deles, mesmo que muita gente não associe essa arte ao disco. Criando uma ilusão de ótica, ela parece que ela está se mexendo – assim como as músicas deste trabalho que são mais expansivas e se movem por muitas influências.

Gravadora

É verdade que a Paw Tracks foi feita pra lançar discos da própria banda, mas com o tempo ela foi ganhando importância e destaque por revelar e apioar artistas com um som tão freak quanto o do próprio Animal Collective. Ela surgiu em 2003 para o lançamento de Campfire Songs e, no ano seguinte começou, a lançar discos de outros artistas. Ariel Pink, Rings, Eric Copeland e Dent May & His Magnificent Ukulele são alguns dos nomes que passaram por lá; além disso, a gravadora já lançou discos dos projetos paralelos dos integrantes da banda, como os do Panda Bear e Avey Tare.

Filme

Sim, esses caras já se lançaram em um projeto cinematográfico também. Como uma espécie de álbum visual, ODDSAC é um turbilhão de imagens em uma mistura altamente psicodélica e viajante. Produzido pela banda e pelo diretor Danny Perez, o filme teve estreia mundial no festival de Sundance em 2010, mesmo ano que ganhou uma versão em DVD. Aviso a quem se interessou e vai procurar o filme que ele é tão estranho, se não mais, do que aquilo que eles já estão acostumados a produzir – então, tome cuidado.

Projetos Paralelos

Cada integrante tem também seu próprio projeto ou colabora com outros artistas quando não estão trabalhando com o Animal Collective. Os que se mais se destacam são os membros fundadores Avey Tare e Panda Bear, que já tem uma série de discos lançados pela Paw Tracks. Dessa dupla criativa, Noah Lennox (Panda Bear) é o mais produtivo e influente – seus trabalhos renderam ótimos discos, como Person Pitch (considerado como gênesis ou álbum fundamental da Chillwave) e o elogiadíssimo Tomboy, lançado no ano passado e aparecendo em tudo que é lista de melhor álbum do ano.

Rádio

Mais uma esquisitice da banda é a rádio que lançou recentemente. Esse projeto estará no ar do dia 29 de Julho a 19 de Agosto, sendo apresentado pelos próprios membros da banda e alguns convidados. Nesses programas semanais, eles mostram músicas de seus novos discos, sendo que hoje mesmo lançaram três novas faixas do Avey Tare e em 26 de Agosto vão tocar na íntegra seu novo disco, Centipede Hz. Vale a pena ficar ligado nessa rádio só para ouvir em primeira mão o disco e ver o quão mais esquisito ele é, em relação aos anteriores.

2,256 total views, 1 views today

MARCADORES: Redescobertas

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts