Leituras da Semana: Thom Yorke, Sonic Youth, Lojas de Discos Independentes e mais

Separamos alguns dos melhores textos sobre música que lemos pela Web nos últimos dias

3,209 total views, 1 views today

Semanalmente, tentamos filtrar os melhores textos nacionais e internacionais sobre música que encontramos na rede, a fim de enriquecer ainda mais a bagagem do nosso leitor sobre seus temas favoritos.

Você também pode acompanhar as leituras da semana através de nossa Readlist. Ela compila os artigos e permite que você os leia em formato de e-book no seu smartphone, tablet ou até mesmo no Kindle.

Brasileiros

A próxima música por Camilo Rocha e Tatiana de Mello Dias no Estado de São Paulo

O Estadão entrevistou representantes do Deezer, Spotify, 4Me, Rdio e ECAD para conversar sobre serviços de streaming, após a notícia de que a indústria fonográfica registrou aumento de vendas pela primeira vez desde 1999.

“Em 2012 pela primeira vez os lucros gerados pela música digital superaram os da mídia física. Quem puxou isso foram serviços como Spotify e Pandora, que movimentaram mais de US$ 1 bilhão em 2012.”

Guerrinha ataca de DJ . Ouça remix do Holger e leia entrevista por Stefanie Gaspar no Soma

Soma entrevista Gabriel Guerra, responsável pelo projeto Dorgas que está iniciando trabalhos na música eletrônica.

“Meu primeiro contato com eletrônica veio com a minha irmã, Joana. Em 2008 ela estava morando em Londres e fui visitá-la. Lá conheci o pessoal da Secretsundaze, que é uma festa de house. Lembro que eu nem gostei da música, mas só a ideia de que eu estava andando com pessoas 10 anos mais velhas do que eu era legal.”

Streaming pago cresce no mundo e novos serviços chegam ao Brasil por Liv Brandão no O Globo

Seguindo a onda dos streamings, O Globo também decidiu fazer sua análise sobre a novidade.

“Precisamos educar os consumidores e mostrar que, pelo preço de um disco digital, tem-se acesso a milhões de músicas, e que isso vale a pena”

Com a palavra, o Embaixador Jack White por Marcelo Costa no Scream & Yell

Aqui no Brasil, é ainda mais difícil encontrar lojas de disco independentes do que nos EUA, o que torna cada dia mais raro encontrar alguém que as frequente. Através das palavras de Jack White, Marcelo Costa discute o assunto.

“A conclusão a que Jack White chega é que é praticamente impossível competir com a tecnologia. ‘Por que ir a uma livraria e comprar um livro de verdade? Você pode simplesmente fazer o download. Por que conversar com outros seres humanos, discutir sobre diferentes autores, estilos de escrita e influências? Basta clicar o mouse'”

Internacionais

An introduction To Sonic Youth por Will Fitzpatrick no The Fly

Por onde começar a ouvir Sonic Youth? The Fly nos ajuda citando algumas de suas melhores faixas no dia em que a banda comemora 30 anos de seu primeiro disco Confusion Is Sex.

“Picking through their immense back catalogue can be a treacherous business, so we thought we’d help you get started with a guide to ten of the American punk legends’ most earth-shatteringly great tracks.”

Small club nights just aren’t where people go to hear new music these days por Joanna Fuertes-Knight no The Guardian

Antigamente, baladas pequenas e desconhecidas do grande público eram o local preferido de quem queria se divertir e ouvir boa música. Hoje, a coisa mudou e os grandes eventos tem tomado conta da noite pelo mundo. O The Guardian analisou o fenômeno em Londres.

“So where are the modern-day equivalents of these incubators of the future? Nowhere to be seen. Small, loyally attended events look thin on the ground, appearing to have been largely replaced in clubbers’ affections by the large, must-pre-book events(…)”

How A Studio Changes Your Sound por Andy Bet na NPR

Como será que um estúdio pode influenciar no som de um artista? A NPR analisou os aposentos da Mexican Summer/Kemado, responsável por dois discos recentes, o do Ducktails(http://wordpress-214585-650819.cloudwaysapps.com//resenhas/albuns/3507/ducktails—the-flower-lane/) e do Autre Ne Veut.

“‘Studio A creates a sonically spacious environment, its size sweetens the sounds,’ explains Gary’s in-house producer Al Carlson. ‘While Studio B kinda throws it under the microscope.’ It’s also a hub for musicians looking to move beyond the confines of the bedrooms. Take the cases of two recent yet diametrically opposed indie rock albums rendered here, Ducktails’ The Flower Lane and Autre Ne Veut’s Anxiety.”

Seduced by ‘perfect’ pitch: how Auto-Tune conquered pop music por Lessley Anderson no The Verge

Boa parte da música Pop feita hoje, recebe denúncias de auto-tune usado em excesso como a pior ofensa que um artista pode receber. Como será que foi a trajetória de uma técnica criada para auxiliar os artistas até ganhar o status de maquiagem para a falta de talento.

“Auto-Tune certainly isn’t the only robot voice effect to have wormed its way into pop music. In the ‘70s and early ‘80s, voice synthesizer effects units became popular with a lot of bands.”

Thom Yorke: ‘If I can’t enjoy this now, when do I start?’ por Tim Adams no The Guardian

Após o lançamento de AMOK, primeiro disco do projeto Atoms For Peace, Thom Yorke conversou com o veículo britânico The Guardian sobre música, Internet e diversos assuntos.

“Ever since Radiohead’s first worldwide hit single, Creep, a song that Yorke sometimes refuses to play these days but which did define a certain alienated, contrarian idea about the band and himself – “I wish I was special” and “I don’t belong here” and “I’m a creep, I’m a weirdo” – he has seemed weary of the cliche it implied.”

3,210 total views, 2 views today

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.