Os 30 anos da FAC 51 Haçienda

Comemore também o aniversário da casa de shows que já foi considerada a mais famosa do mundo, epicentro de cenas musicais que moldaram os anos 80 e 90

 3,129 total views

Entre os meses de maio e julho, diversas festas comemorarão o aniversário de 30 anos de uma das casas de shows mais importantes do mundo, a FAC 51 Haçienda em Manchester (Inglaterra). A lista de convidados é formada por artistas importantes para a história do local, com apresentações marcadas em três datas dividas durante esses meses. Sua importância está muito ligada aos anos 80 e 90, tendo sido o epicentro de muita coisa que aconteceu naquela época, ligadas não só à música, mas também ao design, moda e comportamento.

Grande parte do sucesso da casa veio de seus donos: Tony Wilson, que além de poderoso chefão por trás da Factory Records foi apresentador de diversos programas de TV ligados à música, e o pessoal do New Order, que era também figurinha carimbada nas noites do local. Em seus 15 anos de existência, ela foi sustentada pela gravadora e principalmente pelas vendas de discos da banda, já que a casa em si não dava dinheiro algum e nem mesmo a venda de bebidas conseguia pagar suas dividas – motivo pelo qual fechou suas portas em 1997.

A Haçienda, que também era conhecida como FAC 51 (por trazer tanta gente da gravadora de Tony), ajudou a popularizar três estilos durante os anos que esteve em atividade. Nos anos 80, foi o epicentro da New Wave, levando aos seus palcos bandas importantes como Happy Mondays, The Durutti Column, A Certain Ratio e, é claro, o New Order. Já nos 90, foram o Acid House e a Rave (estes dois marcaram uma mudança de paradigma da música, na qual os DJs eram reverenciados como verdadeiros rock stars), mas, a partir da virada da década, a Factory Records e casa já não partilhavam os artistas que passaram a ter um som totalmente eletrônico. Um dos nomes mais importantes revelados nessa época foi Jon DaSilva, que vai estar presente nas festas de 30 anos.

Em 1992, por questões financeiras, a gravadora de Tony fechou suas portas e cinco anos depois, por questões bancárias e policiais (principalmente envolvendo abuso de drogas e brigas), a FAC51 declarou o fim de suas atividades, mas não sem antes fazer uma grande festa.

Infelizmente, o galpão onde funcionava a Haçienda deu lugar para um condomínio que manteve o mesmo nome. Mas, se você ainda quer ter a sensação de estar nesse lugar lendário, pode ir ao Museu Britânico de Design, onde recriaram o clube, que pode ser visto em vários detalhes. Se você não consegue ir para Londres, pode assistir ao filme 24 Hour Party People (ou A Festa Nunca Termina, em português) que também conta bastante sobre a criação da casa e a vida de Tony Wilson, e também o livro de Peter Hook The Haçienda, How Not To Run A Club.

Os shows, que acontecem nos dias 21 de Maio, 2 de Junho e 4 de Julho, vão ocorrer no Sankeys, também localizado em Manchester, e no estacionamento da antiga Haçienda. Entre os grandes nomes que vão passar pelas festas, vale a pena destacar Peter Hook (integrante do New Order e ex-proprietário do local), Dave Haslam, Graeme Park e o já citado Jon DaSilva.

As maiores festas dos anos 80 e 90 ocorreram entre as paredes do local, que viu a ascensão e queda de grandes nomes – assim como a de si própria. Poucas casas de shows espalhadas pelo mundo tiveram a importância e a influencia que Haçienda teve ao, além de entrar pra história de Manchester, fazer parte da história da música contemporânea. Se for para comemorar seu fim, que seja com uma grande festa como as que estão para acontecer.

 3,130 total views

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts