Redescobrindo Cat Power em 5 músicas

Antecipando o lançamento de “Sun”, seu novo disco, nós recapitulamos a carreira de Chan Marshall em 5 faixas que mais a marcaram

 9,107 total views

Chan Marshall ou, como é mais conhecida, Cat Power faz em 2012 20 anos de carreira e está preparando um disco novo, Sun que sai dia 4 Setembro, e que já é um dos nossos discos mais esperados desse mês. Durante todos esses anos a moça produziu oito discos e vários sucessos passando de uma artista conhecida por apresentações imprevisíveis a um dos grandes nomes do Rock Alternativo.

As portas de lançar seu nono disco nós resolvemos recapitular a carreira da moça e a resumir em cinco músicas. Se já conhece vale a pena relembrar esses bons momentos da carreira de Chan e se você não conhece nada, a não ser as últimas faixas que foram anunciadas na ultimas semanas, é bom para conhecer um apanhado sobre sua carreira.

Rockets

Durante os anos 90, Cat Power desenvolveu trabalhos com um toque Lo-Fi e bem uma pegada experimental que tinha como base o Jazz. Os dois primeiros discos da moça foram produzidos na mesma época, com ajuda de Steve Shelley do Sonic Youth, que juntos gravaram Dear Sir (1995) e Myra Lee (1996). Curiosamente Rockets aparece nos dois trabalhos e se destaca como melhor música em ambos.

Metal Heart

Resultado de um pesadelo e uma noite mal dormida Moon Pix (1998) foi um muito bem recebido pela critica e foi o ponto em que Marshall deixou de ser mais uma no meio Indie Rock e passou a ser uma verdadeira compositora. O disco evidencia a maturidade nas letras e nas composições e foi um dos melhores que ela já produziu; a canção Metal Heart, tirada deste disco, foi um grande sucesso na época e ainda é uma de suas melhores canções.

He War

No fim dos anos 90 a Chan entrou em um hiato e só foi gravar material novo em 2003, You Are Free contou a participação de Dave Grohl na bateria e de Eddie Vedder nos backing-vocals, o disco rendeu ótimas canções, entre elas He War. Nesse meio tempo ela fez um disco de covers, The Covers Record (2000), com músicas de Bob Dylan, Lou Reed, Rolling Stones entre outros.

The Greatest

O disco, que recebe o mesmo nome da faixa, foi lançado em 2006, nele Cat Power volta as suas raízes do Jazz e também é o primeiro disco da moça que não tem nenhum cover. Mais uma vez o disco foi muito bem aceito pela critica e foi eleito pela revista Rhapsody como o sexto melhor álbum da década de 2000.

Silver Stallion

Jukebox (2008) foi o último trabalho de Cat Power, enquanto The Greatest não tem nenhum cover, esse é formado quase que só por eles – ela chega até a fazer um cover de si mesma na faixa Metal Heart. A versão de Silver Stalion de Lee Clayton é uma das melhores faixas do álbum.

 9,108 total views

ARTISTA: Cat Power
MARCADORES: Redescobertas

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts