Ouça: Reignwolf

Explorando velhas fórmulas de maneiras impressionantes, Jordan Cook consegue trazer em sua guitarra o Blues com uma pegada garageira – e faz tudo isso sozinho

 4,684 total views

Fotos: Dave Lichterman

É difícil ver uma banda de um homem só que consiga produzir uma sonoridade tão incrível e cheia, ainda mais se estivermos falando do bom e velho Rock’n’Roll. Sem nenhum aparato eletrônico, qualquer sample ou música pré-gravada, o canadense Jordan Cook consegue impressionar com sua guitarra furiosa e melódica que mistura uma pegada bluseira com os primórdios do Hard Rock dos anos 60.

Em 2010, o músico gravou seu primeiro elogiado álbum chamado Seven Deadly, que contava com a participação de uma banda de apoio. No fim de 2011 ele abandonou seu nome de nascimento (e sua banda) e ressurgiu como o lobo solitário sob a alcunha de Reignwolf.

Tudo o que o cara gravou até agora foi ao vivo, nada de estúdio ou de frescuras em suas músicas, o que – além de mostrar toda a sua crueza e genialidade – revela também a grande autoconfiança do músico. O misto do Blues com um som garageiro lhe rendeu comparações com The White Stripes, com a grande diferença que não existe uma Meg White, já que Jordan se ocupa da guitarra e bateria.

Os únicos elementos que ele leva para o palco são: sua guitarra, uma bateria (geralmente só um bumbo), e uma máquina de fumaça (ok, ela não tem nada a ver com a música, mas ajuda a criar o clima nos shows). Outro elemento não menos importante é a voz arrastada e cheia de personalidade de Jordan, que dá um toque especial à sua música.

Em 2012, Jordan já tocou no SXSW e ainda tem mais duas apresentações em grandes festivais, o Sasquatch Music Festival (na sua terra natal) e Primavera Sound (Espanha). De certo, ainda vamos ouvir falar muito desse canadense.

 4,685 total views

ARTISTA: Reignwolf
MARCADORES: Ouça

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts