Ladyhawke + I’m From Barcelona – Aniversário do Mr. Jack

O Rock sujinho de Phillipa e a celebração Pop infindável da grande trupe abrilhantaram a noite no centro paulistano

2,132 total views, no views today

Fotos: Fernando Galassi, Monkeybuzz
Nota: 4.0

A reinaguração e reforma do Cine Metrópole espantou a quem não havia antes pisado por ali, já que a localização central de São Paulo não é tão costumeira em trazer grandes shows internacionais para a cidade. O grande espaço e a suntuosidade do lugar combinavam com o ideal da festa, o aniversário de Mr. Jack Daniels: O criador de uma das bebidas mais consumidas pelos abonados que prezam por uma boa dose de álcool em seus momentos de lazer.

O atraso de praxe já é típico de qualquer show por aí e em um evento regado a Whisky não seria diferente. A loira Ladyhawke subiu ao palco esboçando um sorriso encoberto por sua timidez. Sem muita conversa, a neozelandesa já deu início ao seu show com a canção Back Of The Van, presente em seu álbum de estreia, esboçando já de cara a sonoridade da qual compõe a quem ainda não a conhecia: Um Pop Rock coeso com doses de sujeira aqui e ali, como um quarto de menina ordeira desarrumado há algumas semanas.

Em riste ao microfone brilhante, a cantora misturou em seu repertório faixas de seu álbum homônimo e o mais recém lançado, Anxiety. Os fãs da cantora e os curiosos aprovaram o Rock alternativo de Phillipa e se animaram com versões de Black, White & Blue e Sunday Drive. Próximo ao fim, a artista e sua banda entoaram o maior hit, Paris Is Burning, recriaram em forma de cover a música White Rabbit, de Jefferson Airplane e fecharam com a romântica My Delirium, criando um saldo positivo em alguns rostos que no começo apenas assistiam a tudo com desprezo.

Não muito tempo depois, a grande trupe I’m From Barcelona aterrisava no Cine Metrópole com seu vestuários multicolorido e animação a toda prova, trazendo todo o público no gargarejo, sendo a trabalho ou a diversão. Dos quase 30 membros originais, subiram ao palco pouco mais de doze, cumprindo facilmente o trabalho de toda a grande família musical da qual se formam.

Nas músicas escolhidas pelo grande grupo, não havia canção que não animava quem estava ali para conferí-los. Os hits de encorajamento e algumas letras até mesmo infantis não decepcionaram pelo intenso prazer em que a banda demonstrava a cada performance e seu real intuito: Entreter quem estava por ali.

Munidos de versões Pop fáceis como em Treehouse, We’re From Barcelona, Don’t Give Up on Your Dreams, Buddy! e Get In Line, chuvas de balões, mergulhos no público e contato amistoso com a plateia, era praticamente impossível sair descontente daquele show. Quem esperou e foi até a banca de camisetas, pode até tirar fotos de forma tranquila com os músicos, uma situação um tanto difícil de se esperar de bandas internacionais vindas de países gélidos.

Veja algumas imagens registradas em nossa galeria, no final da página:

2,133 total views, 1 views today

MARCADORES: Show

Autor:

Jornalista por formação, fotógrafo sazonal e aventureiro no design gráfico.