Leituras da Semana: Banda do Mar, Grimes, Música Independente e mais

Separamos alguns dos melhores textos sobre música que lemos pela Web nos últimos dias

2,366 total views, no views today

Semanalmente, filtramos os melhores textos nacionais e internacionais que encontramos na rede, a fim de enriquecer ainda mais seu conhecimento sobre música

Entrevista Deezer: Banda do Mar, por Marcelo Costa no Scream & Yell

Em parceria com a Deezer Brasil, o jornalista conversou com o trio sobre o primeiro disco e relata o momento feliz da carreira (e talvez da vida) dos três músicos residentes em Lisboa.

“S&Y: Como serão os shows da turnê? Apenas Banda do Mar ou os fãs podem esperar coisas solo de Marcelo, Mallu e do Orelha Negra e Los Hermanos adaptadas à banda?

Fred Ferreira: Estamos concentrados apenas na Banda do Mar, nas músicas do CD. Queremos fazer o melhor show para o público. Este é nosso foco. Em 2014 vamos focar no Brasil e no ano que vem vamos fazer turnê em Portugal e em outros países.”

Interview: Tavi Gevinson por Grimes na Interview Magazine

Não diretamente sobre música, o texto é sobre Tavi Gevinson, conhecida blogueira de moda americana que ficou famosa desde muito nova e hoje comanda o projeto Rookie. O que atrai é que a entrevista foi feita pela Grimes, o que é interessante para quem gosta da cantora, já que é possível conhecer mais das duas com o texto. Os temas variam entre música, moda, entretenimento e fama, em geral.

“A lot of people have a knee-jerk reaction that if something is mainstream, then it must not be good. Besides really loving and connecting with her music, I’m just so impressed with the way Taylor has built all of this. And she’s never underestimated her fans or her audience. She’s never ever let anyone think for a second that she isn’t super-grateful.”

recomendado por Lucas Repullo

recomendado por André Felipe de Medeiros

What Does Independent Music Mean in 2014, por Robert Ledham no Drowned in Sound

Eis uma pergunta muito pertinente: O que implica no termo “música independente” hoje em dia? O autor levanta a questão e enumera características que constituem o que esse filão do mercado representa em nosso tempo, às vezes com bandas tão grandes quanto as do mainstream (ou ainda maiores).

“Nowadays, there are independent labels for everything whether that’s indie (4AD, Slumberland, Matador), dance (Warp, Numbers, Ministry Of Sound), hip-hop (Top Dawg Entertainment, Fools Gold, Sub Pop…) and whatever’s been hyped to fuck in the last 12 months (XL). Obviously, if you’re 16 years old, can sing like an angel and have virginal good looks, then your boy band will still sign to a major. For everyone else, a wealth of suitors will gladly shuffle your album towards cult status.”

sugerido por André Felipe de Medeiros

Tom Clarke of The Enemy responds to online abuse por Laurence Day no The Line of Best Fit

O site reporta o que o músic Tom Clarke, da banda The Enemy, tem a dizer sobre os comentários vindos do público e da mídia sobre a sua aparência. Em uma época em que todos se sentem à vontade para comentar publicamente qualquer coisa sobre qualquer indivíduo, é importante lembrar que, quando falamos de músicos, estamos falando de seres humanos que respondem emocionalmente aos comentários.

“I’m undecided what to do. I adore music. I adore our fans. But nobody should be driven to the lows that this industry allows professionals to drive musicians to. Sadly I don’t expect anything to change, I don’t expect anyone to apologise, I expect few will understand, but writing this has at least been cathartic.”

sugerido por André Felipe de Medeiros

2,367 total views, no views today

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.