Sete Discos pra Voltar à Rotina

Entre velhos conhecidos e novos favoritos encontre a trilha para esta semana

1,968 total views, no views today

Com o fim de janeiro, já não dá mais pra enrolar: O ano começou mesmo antes do carnaval. Fim de férias, hora de voltar às aulas, com o trabalho a mil, a casa pra arrumar, academia pra se rematricular e todas aquelas resoluções para 2015 serem colocadas em prática. Deu preguiça só de ler?

O retorno à rotina não é fácil, mas pode ser prazeroso se contar com a trilha sonora certa. Eis sete sugestões de álbuns para te fazer companhia nesta semana.

Girls in Peacetime Want to Dance

Para muitos, ouvir algo novo de Belle & Sebastian é dar uma segunda (ou terceira, ou quarta…) chance à banda escocesa, cuja desaproximação com alguns aspectos de suas raízes fazem alguns fãs torcerem o nariz para as novidades.

Tem tudo a ver com a postura de encarar os afazeres novamente, de tentar recuperar algum tempo perdido e de dar uma oportunidade para novas experiências que podem te fazer bem.

(Mais sobre o disco)

De Dentro da Gaveta da Alma da Gente

Essa é a dica pra quem quer que as férias durem um pouco mais, já que este álbum de Fernando Temporão parece carregar um verão inteiro dentro dele.

Perceba o clima praiano nas faixas mais animadinhas, a malemolência aqui e ali e, principalmente, a grande dose de saudades celebradas na maior parte do disco – a vontade imensa de estar bem novamente, de reviver um momento diversas vezes ao lado de alguém querido. Bem férias mesmo, né?

(Mais sobre o disco)

Man It Feels Like Space Again

Pond veio com uma nova cara neste álbum, dando um tom um pouco diferente para as inspirações com as quais ficou conhecida. Ao invés de um mero “mais do mesmo”, soube inovar e apresentar alagumas facetas inéditas. Tudo a ver com a pegada de início de ano e a atitude pra viver melhor ainda.

Mais que isso, o bom humor fala alto na produção da banda australiana, algo que recomenda-se praticar desde agora pra gente saber lidar com as coisas quando o perrengue aumentar mais pra frente. Outra que ouvir Pond é sempre mais uma “viagem”.

(Mais sobre o disco)

No Cities to Love

O lado bom de voltar à rotina é poder rever aquelas coisas que você tanto curte e teve que dar um tempo recentemente. É uma amizade com alguém com quem você só tem contato quando inserido no dia a dia, ou um prazer mais simples, como o lugar onde você costuma almoçar. Voltar ao cotidiano é também matar saudades.

Foi assim com Sleater-Kinney, que mostrou com este disco que está em ótima forma, mesmo depois de tanto tempo sem atividade. Vale a pena se inspirar na banda e manter essa atitude positiva nesta semana.

(Mais sobre o disco)

Declaration of Dependence

Seja com estudos ou com trabalho, é fácil se perder em tanta coisa pra fazer quando a gente mergulha de vez na rotina. Daí a dica de um disco que também convida para a imersão, mas uma bem mais prazerosa.

A palavra da vez pra Kings of Convenience é “paz”. Os violões encontram violinos aqui e ali, não há sequer percussão – só delicadeza. Você mergulha nesse som, respira, relaxa e tira forças pra continuar mais alguns dias até o fim de semana (ou duas semanas até o Carnaval).

(Mais sobre o disco)

Uptown Special

Mais uma dica pra quem quer prolongar as férias de algum jeito. A questão aqui é que você provavelmente ouviu Uptown Funk, o hit de Mark Ronson com Bruno Mars, em alguns bons momentos das últimas semanas. Ouvir a faixa novamente deve te ajudar a reviver algumas lembranças.

Além dela, Summer Breaking, Crack in the Pearl, Pt. II e Leaving Los Feliz tem um clima fim de festa tudo a ver com esta semana.

(Mais sobre o disco)

Los Hermanos

Pra encerrar a lista, um disco que serve tanto como refúgio, quanto prenúncio do Carnaval que está por vir. Em primeiro lugar, ouvir a estreia de Los Hermanos também é pura nostalgia, mas também é a chance de escutar algo que você sabe cantar várias letras (e gritar com Quem Sabe e Azedume não tem preço). Faz bem achar algo familiar em meio a tanta novidade em uma semana como esta.

E tem a questão carnavalesca do disco, com Pierrot e Columbina nas letras e no espírito que tanto marcou esse início da carreira da banda (e se estendeu, de certa forma, ao seguinte, Bloco do Eu Sozinho). É chato voltar de férias, mas já já tem feriadão pra gente curtir um pouco mais.

(Mais sobre o disco)

1,969 total views, no views today

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.