Ouça: Adorável Clichê

Grupo catarinense escolhe referências certeiras e investe em som sentimental

699 total views, no views today

Fotos: Divulgação/Facebook

Citar Yuck e Explosions in the Sky como influências já desperta nossa atenção. Conseguir dialogar com essas referências em belas composições sem cair no clichezão de precisar cantar em inglês conquista mais ainda nossa curiosidade. Pois é, Adorável Clichê tem feito por merecer seu espaço como uma das bandas de respeito dentro de um Rock Alternativo rico em criatividade e em carisma.

O quarteto de Blumenau (SC), formado por Gabrielle Philippi (voz e guitarra), Diogo Leal (bateria), Marlon Lopes da Silva (guitarra e voz) e Lucas Toledo Lugones (baixo e voz), já despontava como promessa desde 2015, quando lançou seu EP Demo II. E eis que um novo impulso em sua carreira aconteceu há pouco mais de um mês, quando o mundo conheceu seu primeiro álbum, O Que Existe Dentro de Mim.

Sonic Youth, Nirvana, Smashing Pumpkins e The Strokes são outras das referências que a banda lista para seu som melancólico e cheio de energia. Para além de um bom gosto desses na hora de buscar inspirações, Adorável Clichê sabe trazer composições repletas de pequenas surpresas (na ironia do nome da banda), cada uma abrindo um pequeno universo emocional construído de maneira crua (como Yuck) e grandiosa (como Explosions in the Sky).

O “coração na mão” de faixas como Eu Só Queria que Tudo Tivesse um Fim, Crescer e Traços, para citar algumas, revela a beleza com que o grupo trabalha suas músicas. Há um lance sempre sentimental que garante com que a banda seja ouvida para muito além de quem procura um som bacana para escutar (e não se decepcionará nem um pouco), sendo garantia do status de “favorita” para quem ouve música no intuito de se conectar com aquelas composições, com aquelas emoções e, em última instância, consigo mesmo.

700 total views, 1 views today

MARCADORES: Ouça

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.