Ouça: Ella Mai

Com ajuda do Instagram, artista britânica ruma ao estrelato com boas referências do R&B

 2,823 total views

Houve uma época em que as histórias que faziam as meninas sonharem envolviam princesas, fadas, uma dose de mágica e, frequentemente, o tal do príncipe encantado. É comum compararem uma garota que conseguiu mudar seu status de uma desconhecida qualquer para alguém de grande admiração com, por exemplo, Cinderela. Hoje em dia, porém, as mulheres já perceberam que os contos mais legais são aqueles que envolvem mais o mundo real e, ao invés de algum “abracadabra”, trabalho duro para chegar em algum lugar – afinal, quem disse que elas precisam de mágica para conseguir o que querem?

Com a inglesa Ella Mai, seu tal “conto de fadas” é muito mais coloquial do que uma história de baile da realeza com longos vestidos e animaizinhos que falam (mas essa última parte seria o máximo se fosse verdade). Ao contrário disso, eis uma garota comum que estudou muita música e foi coroada após um facilitador nada mágico, mas muito eficaz: Instagram. Foi em meados de 2015, quando ela publicou na rede um pequeno vídeo cantando uma versão de 679, do rapper Fetty Wap, que ela conseguiu chamar a atenção de muita gente, inclusive do produtor DJ Mustard, que foi atrás da moça para trabalharem juntos no que veio a ser seu TIME EP, lançado neste fevereiro.

@fettywap1738 ??

Um vídeo publicado por Ella Mai (@ellamai) em

Ela cita Lauryn Hill como sua principal influência e dá para sentir aquele clima de fim da década de 90 no R&B meio Rap/Hip Hop que ela faz – e, assim como Lauryn, ela não exita em mostrar sua bela voz em momentos-chave nas canções. Há momentos falados e as músicas do EP estão interligadas, do tipo de trabalho que você ouve de uma só vez, mesmo se o hit She Don’t pedir aquele repeat.

A cantora comenta também que fez o disco lembrando de como se sentia aos 17, 18 anos, o que faz com que ela seja também um modelo real para as meninas mais novas, cantando sobre aceitação e autorrespeito (o EP abre com o verso “Mama said ‘never love a nigga more than he love me'”), o que colabora ainda mais para sua imagem como um exemplo a ser seguido, principalmente se alguma garota por aí acha que vai conseguir o que quer apenas com algum passe de mágica.

Ouça TIME EP e entenda.

 2,824 total views

ARTISTA: Ella Mai
MARCADORES: Ouça

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.