OFWGKTA, o maior coletivo de Hip Hop da atualidade

Conheça um pouco mais sobre o grupo que lançou ao mundo Tyler, the Creator, Frank Ocean entre outros.

OFWGKTA, o maior coletivo de Hip Hop da atualidade

OFWGKTA, ou Odd Future Wolf Gang Kill Them All, pode ser considerado um caso de sucesso na música atual. Liderado pelo polêmico e talentoso rapper Tyler, The Creator, o grupo retomou as raízes do Hip-Hop ao formar um coletivo de jovens e promissores músicos. Algo que já havia acontecido com Run DMC, Wu-Tang Clan e De La Soul, os grupos de Rap normalmente abrem portas para os seus membros seguirem carreiras solo, alguns mais bem sucedidos que outros é claro, mas sempre permitindo um espaço para a demonstração individual de qualidades. Vamos conhecer um pouco mais sobre os membros do Odd Future e em quais devemos manter uma atenção especial daqui pra frente.

Começando com as origens do grupo, sem lançar um álbum propriamente, somente mixtapes, os jovens rappers Tyler, The Creator, Earl Sweatshirt, Mike G, Domo Genesis, Hodgy Beats e Frank Ocean começaram performar pelos EUA, ganhando cada vez mais notoriedade. Faixas eram tocadas ao vivo em concertos e programas de TV, como Sandwiches e Yonkers, as quais fariam parte posteriormente do segundo disco de Tyler, intitulado Goblin. O grupo acabou inclusive tocando em terras brasileiras, na última edição do SWU em 2011. Era comum o coletivo se envolver em brigas nos concertos realizados e uma delas ficou famosa em Detroit com inclusive um dos integrantes chegando às vias de fato com um espectador.

Tyler the Creator é a figura central do grupo e com três discos já gravados pode ser considerado seu caso de maior sucesso. Polêmico em suas letras e clipes, mas ao mesmo tempo uma pessoa relativamente tranquila (straight edge), procura sempre ajudar os membros do Odd Future, colocando-os para participações especiais em seus discos solo como em Wolf de 2013.

O lado melódico do grupo, algo sempre necessário para expandir o leque de canções e fãs, ficou com Frank Ocean. Com um dos melhores discos do ano passado, o jovem músico criou uma obra extremamente bem produzida, coesa e demonstra um R&B moderno ao tentar incorporar outros estilos à sua música. A mistura ao final é realmente interessante e como é comum no Odd Future ter uma polêmica atrelada, Frank se declarou bissexual em 2012, algumas semanas antes do seu disco de estreia. Tyler, com algumas letras um tanto homofóbicas, foi logo jogado na fogueira e histórias a respeito dos dois foram disseminadas na imprensa. No entanto, todas são mentiras, e em Wolf, o rapper brinca com os boatos em quase todas as músicas, duas inclusive com participação de Ocean.

Se alguém deve ser olhado com atenção nos próximos meses é Earl Sweatshirt. O rapper com participação efetiva no Odd Future está atualmente realizando uma turnê junto com Tyler e preparando seu segundo disco, Doris. Earl é um daqueles rappers que rouba a cena quando realiza participações especiais, no debut de Ocean, por exemplo, cantou na ótima Super Rich Kids enquanto em Wolf, realizou os melhores versos na melhor-faixa-do-disco , Rusty. Voltando as polêmicas, Earl foi internado com 16 anos pela sua mãe em uma clínica de reabilitação para jovens com problemas, na Samoa, ilha na Oceania. Era comum em várias canções do grupo os dizeres “Free Earl”, algo que ocorreu efetivamente em 2012 e desde então o garoto vem explodindo. O primeiro single de seu próximo álbum, WHOA, traz batidas pesadas, muito no estilo Odd Future e elevou as nossas expectativas. Será que ele irá tirar o título de melhor disco de Hip Hop de 2013 de seu tutor Tyler?

Outros membros ainda não conseguiram fazer com que sua carreira decolasse, mas mesmo assim já demonstraram o seu talento tanto em mixtapes como em participações especiais, são os casos de Hodgy Beats, Mike G e Domo Genesis. O primeiro canta em uma das baladas mais famosas de Goblin, chamada Analog. A faixa ficou famosa por dividir os fãs de Tyler em dois setores: um que deseja o lado mais calmo do músico e o outro que pede raiva em cada verso cantado. Mike G lançou um disco solo em 2010, Ali, mas desde então sumiu um pouco de cena, não constando inclusive nos discos de seus companheiros de Odd Future. Domo Genesis talvez seja outro caso a ser olhado com maior atenção, dono de uma das mixtapes mais interessantes de 2011, Under the Influence, o rapper voltou a cena com boas participações em Wolf e devendo aparecer inclusive no novo disco de Earl Sweatshirt.

Odd Future se mostra um grupo multicultural interessantíssimo com jovens talentos que deverão ocupar aos poucos os papéis de destaque na cena do Hip Hop, rivalizando um lado mais Indie do gênero com o atual mainstream. Vale ressaltar que o coletivo não é só composto por rappers mas também produtores e DJs, totalizando um número absurdo de 60 pessoas. Continuando desse jeito, o OFWGKTA vai acabar dominando o mundo.

Artistas: Earl Sweatshirt, Tyler, The Creator, Frank Ocean

Marcadores: Hip-Hop