Aquecimento: Beach House

Banda promete um dos shows mais belos e hipnotizantes do ano no Brasil, com direito a grandes faixas de seus dois últimos trabalhos

2,465 total views, no views today

Um dos shows mais aguardados deste segundo semestre é a vinda do duo de Dream Pop Beach House ao Brasil. Por já termos assistido a uma apresentação deles no Pitchfork Music Festival do ano passado, contamos um pouco o que podemos esperar de uma das bandas mais hipnotizantes da atualidade.

Muitos dos fãs brasileiros podem ter tido seu primeiro contato com o duo através de Bloom, quarto álbum de estúdio, trazendo o mesmo Beach House, só que naturalmente mais maduro, conceitualmente mais bem resolvido e se estabelecendo talvez como o maior nome do Dream Pop da maneira que conhecemos hoje. Victoria Legrand dá a cara do projeto com sua voz belíssima e que ao vivo, preenche o espaço de uma maneira impressionante, realmente confortante e hipnotizante e é isso que vai ficar na sua mente após o show. Victoria faz das apresentações, momentos de pura contemplação, onde não sobrará tempo para lembrar de beber, ir ao banheiro ou sacar o celular para registrar o momento em uma foto.

Não há dúvidas de que o disco que irá formar a base da apresentação será Bloom, portanto para curtir, vale decorar o disco do começo ao fim. Uma boa dica é ouvir Beach House antes de dormir, uma das bandas mais perfeitas para o momento, relaxando, ao mesmo tempo estimulando (quem sabe) sonhos mais criativos. Deste disco, preste muita atenção principalmente em Wild, Other People, Lazuli e Myth que não apenas estarão presentes, como estarão entre as mais cantadas, então nada melhor do que poder participar por inteiro destes momentos. The Hours com seu início que sempre me lembra Because dos Beatles e Irene são algumas das minhas preferidas e também costumam ser lembradas eventualmente por Victoria e Alex.

De Teen Dream(2010), penúltimo álbum do duo, não deixe de ouvir Zebra, Silver Soul e principalmente Norway, que para os fãs mais antigos, promete ser um dos momentos mais marcantes e belos da noite. Vale torcer para que Walk In The Park também seja escalada, uma de minhas preferidas pessoalmente. Já se seu objetivo for conhecer a banda e introduzi-la em sua vida, disseque Teen Dream por completo, por ser um dos álbuns mais belos e comemorados dos últimos anos e um dos grandes responsáveis pela popularização do Dream Pop mundo afora. É uma obra menos grandiosa que Bloom e se a sua introdução à banda foi feita em ordem cronológica inversa, ouvi-lo será uma experiência deliciosa, boa para descansar da carga conceitual do trabalho mais recente da dupla.

Notícia triste para os fãs precoces da banda. Os dois primeiros álbuns, Beach House e Devotion quase não costumam figurar entre as faixas escolhidas, provavelmente pela popularidade dos dois álbuns seguintes, então não há como desagradar a maior parte dos fãs. Nossa tristeza diminui quando lembramos que o que veio depois é tão bom ou melhor do que o início da trajetória do duo, mas se ainda assim quiser se preparar para uma possível certeza, ouça Master Of None do primeiro e Heart Of Chambers do segundo.

Beach House é um duo que se tornou referência de seu próprio estilo, influencia a maior parte das bandas que vieram em seguida e possui quatro álbuns presentes em quase todas as melhores listas de álbuns do ano na época em que foram lançados. Mesmo assim, ainda não é uma banda lembrada por muitos entre as grandes da atualidade. Pelo menos aqui no Monkeybuzz, fazemos justiça e recomendamos sem pestanejar um forte candidato a grande show do ano no Brasil.

2,466 total views, 1 views today

ARTISTA: Beach House
MARCADORES: Aquecimento

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.