Conheça: Ryan Hemsworth

Produtor vem se destacando nas produções de eletrônico com Hip Hop e chamando atenção de nomes renomados do gênero

2,295 total views, no views today

Com o RnB voltando ao seu auge, uma leva de novos produtores está dando maior atenção ao gênero e mostrando suas asas. Seguindo bem a linha do incrível Hudson Mohawke, chegamos a um nome que vem chamando atenção da crítica. Ryan Hemsworth é canadense, mas apesar de ser bem branco com olhos claros, consegue passar credibilidade em suas produções de Hip Hop como se fizesse parte da cultura sulista e das dificuldades de seu cotidiano.

Em quatro anos de produção, Ryan já tinha assinado remixes incríveis, Frank Ocean, Grimes, Lana Del Rey, Cat Power e, claro, Drake, foram só alguns que disponibilizou em sua página do Soundcloud. Foi essa afinidade com a estrutura do Hip Hop que aproximou o produtor de nomes fortes como Main Attrakionz, Shady Blaze e Deniro Farrar para produzir suas bases que perambulam entre o Chillwave e o Trap.

Quem vê isso nunca pensa que Hemsworth dedicou a academia ao jornalismo. Sua história com a música começou cedo, como baterista de uma banda de Rock. Alguns anos depois começou vender CDs na escola e só, então, a dedicar seus trabalhos de forma solo até chegar em uma linha específica longe das guitarras.

Desde então, vem ganhando espaço na cena RnB, um Hip Hop melódico, se especializando em coletar e disparar samples (seja “roubados” de uma mixtape ou de faixas lançadas mesmo) e construir conceitos musicais de acordo com a mensagem de cada faixa, como ruídos ou partes silenciosas. Com um currículo bastante recheado – com cinco EPs e um LP, com Shady Blaze – já foi escolhido como um dos 20 melhores álbuns de RnB de 2011 (com No Plans). No mesmo ano, lançou A Way and Kitsch Genious e aí veio reconhecimento da crítica especializada e admiração de artistas por todo o mundo. Foi chamado para um projeto colaborativo com uma marca de roupas renomada de Nova York, Mishka, ficando responsável por uma track que usou 26 rappers diferentes, o que espalhou bastante sua habilidade.

Em tempos de crossmedia e disseminação pesada de trabalhos pelo mundo todo através da Internet, quem sobressai, de fato, é quem consegue o inédito. Ryan Hemsworth cava bem fundo pra trazer só as melhores influências para sua salada. A base eletrônica misturada com a estrutura do Hip Hop, vem com pitadas do Trap, percussão do Moombah, sintetizadores refinados, loops de bateria, falsetes distorcidos e um vocal Rap quase sempre que emotivo acerca de algum tópico em questão. Isso tudo adicionado, geralmente, com a gravação de uma conversa solta, devaneios e suspiros. Tudo que cai como uma luva no que percebemos hoje na evolução dos gêneros da música. Ryan Hemsworth carrega consigo algumas influências e despacha ao seu redor fragmentos do que serve de inspiração pra muita gente.

2,296 total views, 1 views today

MARCADORES: Eletrônica, Hip Hop, Trap

Autor:

Publicitário que não sabe o que consome mais: música, jornalismo ou Burger King