Cobertura Monkeybuzz: Sónar SP 2012

Saiba o que achamos das principais apresentações do festival, que reuniu diversas vertentes da música eletrônica, experimental e instrumental

 2,812 total views

Fotos: Daniel Vorley

O fim de semana iniciado em 11 de maio testemunhou a primeira edição do festival Sónar em terras brasileiras, reunindo diversos nomes do que o evento denomina “arte avançada” – trabalhos feitos com inventividade e originalidade em seus respectivos cenários.

O Monkeybuzz esteve por lá para reportar como foram as apresentações de bandas que sempre gostamos e artistas que nos surpreenderam neste primeiro contato. Mesmo com problemas de infra-estrutura (a locomoção difícil no túnel que ligava as duas áreas de shows, os problemas com o áudio e a fila da primeira noite), foi ótimo poder testemunhar ótimas performances de gente tão criativa.

Confira todas as resenhas que publicamos entre ontem e hoje, em ordem de maior nota para a menor:

Justice

Mesclando hits dos dois álbuns da dupla, Augé e Rosnay incendeiam o público em experiência audiovisual incrível

Kraftwerk

Show histórico misturou o legado da banda matriarca de todos os gêneros eletrônicos a projeções em 3D

Fout Tet

DJ surpreende ao criar ao vivo sons que relaxam e, ao mesmo tempo, fazem dançar, colocando o público do festival em um interessante transe

Flying Lotus

DJ justifica o hype ao seu redor com um set completo que passeia por grandes estilos de música de diversas décadas combinados à Eletrônica

James Blake

Apesar dos vergonhosos defeitos no áudio, o britânico conseguiu encantar o público do SónarHall ao revelar o domínio que tem sobre suas composições e influências

Modeselektor

Esse foi um dos shows mais surpreendentes do festival, um espetáculo audiovisual completo e dançante em que os alemães trouxeram até um Thom Yorke ao palco

Totally Enormous Extinct Dinosaurs

Em apresentação dançante e sofisticada, o inglês justificou o hype que o segue desde o início de sua carreira

SILVA

A primeira apresentação do capixaba em um grande palco mostrou por que ele se tornou um grande hype em 2011 e revelou suas músicas inéditas

Mogwai

A qualidade das composições da banda aliada ao primor técnico dos músicos ao vivo conseguiram passar por cima dos problemas no áudio e entregar um grande show

Chromeo

Dupla de Synthpop conseguiu empolgar o público do festival em um dos shows mais esperados da primeira noite

Emicida

Rapper anima público curioso a respeito de sua música na primeira noite do festival

Little Dragon

O show tinha a cara do último disco dos suecos, repleto de músicas dançantes, e transformou o Sónar Hall em uma grande balada Indie

Austra

Com sua ópera Indie, a banda canadense passou por alguns problemas no palco, mas o resultado final foi satisfatório

Cee Lo Green

Em apresentação morna e sem muitos pontos altos, o músico e sua banda não souberam trazer aos palcos a energia de seu trabalho em estúdio

 2,813 total views

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.