Resenhas

Sun Airway – Soft Fall

Novo disco traz elementos sinfônicos em meio ao Chillwave e vem mais belo que o disco anterior, sendo um belo trabalho e que encanta o ouvinte logo na primeira audição

 1,668 total views

Ano: 2012
Selo: Dead Oceans
# Faixas: 11
Estilos: Chillwave, Indie Pop, Eletrônica
Duração: 42:51
Nota: 4.0

O segundo trabalho do duo estadunidense Sun Aiway vem ainda mais belo que seu antecessor. Se no disco lançado em 2010 já ouvíamos um som agradável e suave de Chillwave, em Soft Fall somos apresentados a uma musicalidade até certo ponto épica e grandiosa, com inserções mais eloquentes e com um quarteto de cordas que aparece em meio ao álbum.

Logo na primeira faixa, nos deparamos com uma introdução que leva o ouvinte a uma elevação interna e que consegue, em seus 54 segundos, mostrar a beleza que iremos conhecer nas demais músicas, que conseguem trazer na medida certa a mistura entre o eletrônico da Chillwave com toques precisos de Pop e do sinfônico.

O disco se mostra muito bem organizado, sendo bem distribuídas as faixas mais brandas das mais agitadas e dançantes, como podemos ver na sequência de Wild Palms até Black Noise, sendo essas as mais Pop do álbum e responsáveis por criar um maior dinamismo, dando a dosagem correta de adrenalina e energia que uma obra mais sutil, como um Chillwave, necessita a fim de evitar um ar maçante.

Entretanto, o melhor ficaria para o final. São com as três últimas faixas que nos permitem observar o belo trabalho de Jon Barthmus e Patrick Marsceill. Symphony In White, No. 2, Activity 3 e Over My Head misturaram o eletrônico brando com um quarteto de cordas, trazendo uma sonoridade híbrida entre o moderno e o clássico. O resultado soa como músicas dignas de trilha sonora des filmes de Reis e Rainhas. Belíssimas.

Muitas vezes, a capa de um disco traz algo de sua sonoridade. E é isso que ocorre com Soft Fall A imagem escolhida, uma foto de ponta-cabeça de uma garota deitada na cama em meio a elementos aleatórios presos ao teto em um quarto com cores leves, passa exatamente a sensação que se tem ao ouvir o disco, uma sensação de bem estar e calma em meio a uma atmosfera lúdica e mágica.

Soft Fall consegue se mostrar como uma obra melhor trabalhada e evoluída de Nocturne of Explode Crystal Chandelier, mostrando um avanço do Sun Airway, que soube produzir um material diferenciado do mais do mesmo da maioria dos artistas da Chillwave e criou um disco que encanta logo na primeira audição.

 1,669 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Toro y Moi, M83, Air
ARTISTA: Sun Airway

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).