U.S. Girls - In A Poem Unlimited

U.S. Girls - In A Poem Unlimited
  • Ano: 2018
  • Selo: 4AD
  • # Faixas: 11
  • Estilos: Indie, Art Pop
  • Duração: 37:46
BBBBa

U.S. Girls, projeto liderado pela artista Meghan Remy, gosta de ir a fundo nas suas experimentações. Com músicas tridimensionais e cheias de nuances, abdicando de uma sonoridade fácil e imediata, Remy expõe seu olhar do que significa ser mulher e viver na contemporaneidade. No entanto, em In a Poem Unlimited, o nono álbum de sua carreira, é a horizontalidade que marca presença, ao invés dos mergulhos que costumamos observar em sua sonoridade.

É possível dizer que a artista Meghan Remy desloca-se de várias situações para exercitar um distanciamento crítico. Abdica de sua solidão para elaborar um álbum com uma banda cheia, deixa de pesar a mão no experimentalismo para fazer música Pop e comunicativa, e abandona, afinal, os Estados Unidos para viver no Canadá. Enfim, In a Poem Unlimited marca uma afastamento que faz a artista enxergar melhor, de maneira mais ampla, os problemas que lhe interessam.

O teor político do trabalho é o seu eixo central. Assim como muitos trabalhos norte americanos do último par de anos, o álbum fala do abuso de poder masculino - seja em um âmbito íntimo das relações interpessoais, seja fazendo menção à escândalos que dizem respeito è estrutura machista da sociedade com um todo. Remy não aponta simplesmente para problemas óbvios, sublinhando o que já foi dito, mas sim articula de maneira sutil a sua narrativa, transmutando as tensões de uma sociedade em crise em poesia.

Por isso, In A Poem Unlimited é um trabalho complexo. Traz uma malha de referências sonoras, escreve versos intrincados e trata de temas, eles também, melindrosos à sua maneira. Há uma força feminina, no entanto, capaz de unir todos esses temas em uma massa sonora coerente.

Musicalmente, In a Poem Unlimited, fala de Funk e de Disco - assim como foi com Arcade Fire em Everything Now -, emana a influência do Hip Hop dos anos 90, e a intersecção de todos estes estilos com o Indie. Meghan Remy compõe como se olhasse para a história de seu país de maneira retrospectiva, procurando resgatar a alma artística de seu país perdida no ressentimento da contemporaneidade.

(In a Poem Unlimited em uma música: Mad As Hell)

Bom para quem ouve: Eleanor Friedberger , Julia Holter , Arcade Fire

Artista: U.S. Girls

Marcadores: Art Pop, Indie