Fitz and The Tantrums Comanda Balada Oitentista A Céu Aberto

Com muita animação, grupo mostrou seu hits e empolgou fãs e curiosos

 1,211 total views

Fotos: I Hate Flash/Lollapalooza Brasil

A apresentação de Fitz and The Tantrums, ainda no começo da tarde do sábado, foi um momento bem surpreendente não só pela concentração de pessoas que já se amontoava no Palco Onix, mas também pela quantidade de gente que sabia cantar seus hits – além do controle que Michael Fitzpatrick, Noelle Scaggs e companhia exerciam em todo esse mar de gente.

O grupo, com seu som oriundo dos desdobramentos da música Pop dos anos 80, conseguiu imprimir um bom ritmo à sua apresentação, intercalando as faixas de seus dois álbuns (dando maior ênfase ao segundo deles, More Than Just A Dream (2013)) e um cover. Quase como parte de um inconsciente coletivo musical, os espectadores e curiosos sabiam cantarolar aquelas melodias, mesmo sem nunca terem ouvido essas músicas – fator que ajudou, e muito, para o resultado extremamente divertido que se tornou o show.

Enquanto em baixo do palco os presentes dançavam e faziam festa, lá em cima o sexteto criava o groove de uma verdadeira balada oitentista à céu aberto. Com uma cozinha incrivelmente bem realizada, os demais instrumentos, como sintetizadores, saxofones e eventuais guitarras, encontravam o espaço perfeito para florescer. A dupla de cantores, além de dar voz àquelas músicas, também puxava o coro, conversava com a plateia e eventualmente dizia como era bom se apresentar aqui (“Somos uma banda há seis anos e finalmente pudemos tocar no Brasil”).

Se a dança rolava na plateia, Fitz e Noelle também mostravam seu requebrado em cima do palco, alternando entre danças espontâneas e alguns passos coreografados que vez ou outra eram mimetizados pelo público. Músicas como Don’t Gotta Work It Out, Break the Walls, Spark e os singles The Walker e Out Of My League embalaram esses passos frenéticos que plateia e banda. Outro ponto alto nesse quesito foi o cover de Sweet Dreams, clássico de Eurythmics, que causou certa comoção nos fãs que acompanhavam as letras à plenos pulmões.

Com alguns hits, um cover e muita animação, a banda se saiu muito bem em sua apresentação por aqui – certamente angariando alguns novos fãs. Uma abertura e tanto para o restante dos ótimos shows que veríamos no decorrer do sábado.

 1,212 total views

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts