Resenhas

Bleachers – Strange Desire

Guitarrista de fun. aposta pesado em sua veia Pop em projeto solo

2,365 total views, 1 views today

Ano: 2014
Selo: RCA Records
# Faixas: 11
Estilos: Pop, Pop Eletrônico, Indie Pop
Duração: 38:55
Nota: 3.5
Produção: Jack Antonoff, John Hill, Vince Clarke

O movimento de independência que está atingindo alguns integrantes de bandas parece estar num momento promissor. Há menos de uma semana da resenha a respeito do lançamento de Split Single, é a vez de Jack Antonoff, guitarrista de fun. dar as caras em seu projeto solo Bleachers. O músico acaba de lançar seu álbum de estreia Strange Desire, com canções compostas em segredo durante as turnês do grupo anterior.

Strange Desire tem um clima confessional e parece funcionar como uma espécie de sessão de terapia do próprio Antonoff, que lida com seus problemas de relacionamento (a famosa frase de exercício de gratidão “I’m really want to be grateful for the experience” aparece diversas vezes no decorrer do trabalho). Não à toa, o clipe para o lançamento de seu primeiro single (dirigido por sua namorada Lena Dunham, aquela do seriado Girls), I Wanna Get Better, mostra justamante Antonoff como terapeuta com problemas de relacionamento.

Antonoff é um compositor que possui uma veia Pop muito intensa e não tem medo de apostar pesado nesta faceta de seu trabalho. Para se ter uma ideia, além do trabalho com o Indie Pop de fun., o compositor já trabalhou em parceira com novos ícones adolescentes como Taylor Swift, além das compositores Sara Bareilles e da dupla Tegan & Sara. Com essa característica assumida, além do fato de ser assumidamente inspirada no Pop Eletrônico dos anos 80 com a participação de Vince Clark na produção (Depeche Mode), Strange Desire flutua do melhor de Tears For Fears até o mais pastiche de fórmulas fáceis feitas para cativar o público rapidamente que encontramos em Imagine Dragons (Like A River Runs).

Mas Bleachers não erra a mão na composição de um álbum como um todo, e, assim, possui hits mais explosivos como Wild Heart e I Wanna Get Better e, do mesmo modo, sabe baixar o ritmo para não se tornar cansativo a partir da segunda parte do trabalho (com Wake Me) e encerrar tão sensível quanto seu Pop consegue ser na tríade You’re Still A Mistery, I’m Ready to Move On/Wild Heart Reprise e Who I Want You To Love.

2,366 total views, 2 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Thumpers, fun., Foster the People
ARTISTA: Bleachers

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.