Resenhas

Bleeding Rainbow – Interrupt

Quarto disco da banda apresenta divertido rock noventista, mas não traz surpresas

 2,062 total views

Ano: 2014
Selo: Kanine Records
# Faixas: 10
Estilos: Post-Grunge, Shoegaze, Rock Alternativo
Nota: 3.0
Itunes: http://clk.tradedoubler.com/click?p=214843&a=2184158&url=https%3A%2F%2Fitunes.apple.com%2Fbr%2Falbum%2Finterrupt%2Fid789177884%3Fuo%3D4%26partnerId%3D2003

Podendo aparentemente ser vista como uma novidade, a verdade é que desde 2009 que a banda Bleeding Rainbow já está em atividade. No tal ano o quarteto lançava seu primeiro álbum Mystical Participation com um apelo bem mais próximo de um Pop roqueirinho e nostálgico, com lembranças diretas a Cults e The Pains of Being Pure At Heart. O tempo passou, as influências se atualizaram e o grupo vive agora seu momento de maior destaque em sua carreira, principalmente por ser apoiado por um selo maior, Kanine Records.

O álbum Interrupt é o quarto registro da banda original da Filadélfia que além de mostrar uma produção mais apurada, se mostra mais firme de si entre todos seus lançamentos. As firmadas influências de nomes como My Bloody Valentine, Nirvana, Sonic Youth e Black Flag são agora vistas mais claramente já que a essência de Rock noventista salta aos ouvidos desde a primeira canção do álbum.

Sem grandes pretensões, a banda nos leva a crer que sua função é divertir . Esqueça grandes conceitos e pense em trabalhos de bandas como Yuck e Dinosaur Jr. – Todos os elementos estão ali: As guitarras trabalhadas e distorcidas em momentos-chave, a ambientação retrô, o Noise preenchido com vocais doces como podem ser vistos em boas canções como Tell Me, So You Know e Dead Head. Não espere por inovações no gênero ou instrumentos inventivos pois todos os registros do quarteto deixam claro que essa não é realmente a intenção deles quando se unem para tocar.

Recheado de canções rápidas e que em sua maioria não excedem os 3:30 minutos, Bleeding Rainbow vem como uma alternativa agradável e entretenedora para os adeptos do Post-Grunge, não desapontando a quem realmente gosta do gênero e vindo como um respiro entre as bandas mais conhecidas do estilo e agregando valor naquela sua playlist temática.

 2,063 total views

Autor:

Jornalista por formação, fotógrafo sazonal e aventureiro no design gráfico.