Resenhas

Courageous Endeavors – Prototype

Quarteto estreia com seu Jazz classudo e urbano mostrando a não necessidade do uso de traje de gala

 2,207 total views

Ano: 2014
Selo: Black Walnut
# Faixas: 8
Estilos: Jazz, Modern Jazz
Duração: 54:31
Nota: 4.5
Produção: Adrian Suarez

No começo renegado, o Jazz acabou pouco tempo depois tido como um dos estilos musicais mais classudos, elegantes e elitistas. E se, até então, era executado por músicos mais experientes e tradicionais, eis que o estilo passa por mais uma fase de transformação de conceito em sua história, trazendo músicos jovens e longe do tradicionalismo vestido à rigor, como é o caso dos rapazes da banda Courageous Edeavors.

Formado em 2012, em Mineápolis, o quarteto enfim chega com o seu primeiro disco de estúdio, intitulado Prototytpe (aliás, um nome bem interessante para um primeiro trabalho). Com oito faixas de durações “dignas” do Standard Jazz, ou seja, extendendo-se por seus sete, oito ou até doze minutos, tais são totalmente instrumentais e possuem foco no saxofone, que se apresenta tanto em tenor quanto em alto e soprano, o que resulta em uma boa heterogeneidade do álbum, assim evitando um linearidade negativa de um mesmo tom em todo o decorrer de sua execução.

Além disso, com uma ótima “cozinha”, sabendo trabalhar os compassos levemente quebrados – e na medida certa sem descaracterizar o estilo clássico – e com o charmoso Fender Rhodes como um acompanhante de luxo, as faixas se tornam um primor para os ouvidos, despertando um clima intensamente urbano das grandes cidades do mundo através de uma vivência que transcende aos ouvidos e consegue trabalhar os demais sentidos do ouvinte.

Outro adendo é que, além de ser um belíssimo disco, Prototype apenas endossa uma mensagem não explícita, mas implícita, de que o Jazz é cada vez mais aberto e que deve ser executado pela nova geração e sem a necessidade de maior formalidade, vide no que vem sido chamado de Modern Jazz, que são estilos que esperamos que só venham a crescer.

Assim sendo, com um disco primoroso estruturalmente e instrumentalmente bem executado, junto de uma sinestesia de sensações fortemente atuais e urbanas, sinta-se a vontade para abrir sua garrafa de um bom uísque ou sua cerveja, o Jazz é cada vez mais de todos para todos.

 2,208 total views

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).