Resenhas

Cuushe – Butterfly Case

Com um Dream Pop com toques de psicodelia e ambientação Pop, faixas são indicadas para se ouvir quando se busca uma fuga através da música

 1,734 total views

Ano: 2013
Selo: flau
# Faixas: 10
Estilos: Dream Pop, Pop Psicodélico, Ambient Pop
Duração: 49:34
Nota: 3.5

Dez faixas de doçura sublime. Dez faixas de sorriso leve de canto de boca. Dez faixas para você deixar entrar suavemente em seus ouvidos e se apaixonar por Cuushe, esta jovem cantora japonesa que traz com seu segundo álbum, Butterfly Case uma mistura etérea e sublime.

Delicadas como as feições de sua criadora, as canções do disco passeiam livremente entre um eletrônico meio Dream Pop meio Pop Psicodélico e Ambient e dão um clima de final de tarde com sol batendo em sua vista durante um passeio de bicicleta em um parque.

Ao longo do disco, parece que Cuushe fica íntima de nós e caminhamos juntos ao início da noite para sua casa, onde irá preparar seu jantar. Tal sensação consegue ser passada com as faixas que foram compostas de maneira caseira pela musicista e desse modo soam orgânicas e tão diretas e de fácil identificação, principalmente se for um admirador do estilo. Vale ressaltar, que a doçura do som de Cuushe fica no âmbito do etéreo, e não do meloso – como pode ser imaginado pela capa do disco e aparência da cantora – e que pode afastar ouvintes por achá-lo enjoativo

A indicação é de apreciá-lo realmente como uma música ambiente, enquanto vai do trabalho para casa, ou num passeio de final de semana, pois, caso contrário, – o levando a uma adição em um ambiente sisudo ou desconfortável – pode transformá-lo em algo cansativo, visto que podemos dizer que temos uma “ausência” de vocais de acompanhamento, ou seja, não há como se cantar junto já que os vocais são etéreos e funcionam como áureas que agregam às faixas. Separar ou grifar destaques acaba não sendo o indicado, visto que o álbum funciona de maneira linear, principalmente pela sua “função” e maneira de ser ouvido.

Butterfly Case não chega a ser um disco brilhante ou podendo ser colocado como um destaque. Entretanto, em seu propósito – o de encantar com sua simplicidade e beleza – funciona muito bem e enriquece as opções para quando buscamos tal tipo de som e de fuga através da música. Basta dar o play e deixar que as melodias façam o efeito e o cative tanto pela boa instrumentação quanto pela voz angelical de Cuushe.

 1,735 total views

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).